17 de junho de 2020

Vereador Josué escreve carta aberta à população de Satubinha-MA



“Amigos quero informar a vocês que apresentei uma denúncia contra a prefeitura por conta das obras de meio fio e sarjetas que estão sendo feita irregularmente em nosso município.




Estou encaminhando para vocês as fotos de como estão sendo feitos os meios fios e sarjetas do nosso município e outras de como deveriam estar sendo feitos.

Como estão sendo executadas as obras.


Foto de como deveriam estar sendo feita a obra.
É uma grande tristeza, vez recursos públicos, que poderiam estar sendo empregados na saúde do nosso município sendo usado para encher o bolso de forasteiros

O valor dessa obra é R$ 584.636,09 (quinhentos e oitenta e quatro mil, seiscentos e trinta e seis reais e nove centavos), dos quais a prefeitura já pagou R$ 399.627,56 (trezentos e noventa e nove mil, seiscentos e vinte e sete reais e cinquenta e seis centavos).




Isso mesmo, a prefeitura pagou por uma obra que não foi sequer executada. O que é mais grave, esses valores não saíram de Convênios, transferências do Governo Federal ou Estadual, mas sim dos cofres do município, como dito poderia estar sendo investido na saúde, para que Satubinha pudesse ter um atendimento básico de qualidade.
E aqui antes que alguns defensores fanáticos da administração venham dizer algo, quero informar que não sou contra a realização da obra, mas sim quero que ela seja executada nos exatos termos que está no projeto, que não seja utilizada para desvio de recursos. Vejam as fotos de como está sendo feito e de como deveriam estar sendo feitas.

Satubinha chegou a hora de dizermos chega, que não aguentamos mais ver os recursos serem aplicados inadequadamente, chega de obra inacabada, de pagar pelo que não se executa, enquanto nossos filhos, amigos, entes queridos morrem sem que nossa cidade consiga fazer o básico. E não estou culpando os profissionais da saúde, que são heróis, muitos trabalham inclusive com salários atrasados, arriscam suas vidas, mas culpo a gestão do município que não aplica corretamente e ainda desvia o dinheiro do município.

Ultimamente eu tenho refletido muito, quero dizer a vocês que eu cansei, não suporto mais, que vou denunciar incansavelmente os desmandos que estão sendo feitos em nossa cidade, e quero fazer um convite a todos os cidadãos de bem que exijam os seus direitos, à saúde, educação, estradas trafegáveis, salário em dia.

Os recursos de Satubinha terão que ser aplicados aqui, em prol da nossa população. Conversei com os meus líderes políticos, Santos e Cássio e eles me disponibilizaram o apoio jurídico necessário para lutar pelo direito da nossa gente.

Hoje nós somos quatro vereadores na oposição, eu o Wilson Fernandes, Filho do Dadá e Fernando Neres, mas tenham certeza que nós vamos fazer muito mais a partir de agora.

E muitos vão se perguntar, mas porque vocês não agiram antes, os vereadores que estavam do lado da prefeita? Porque só agora amigos, nós conseguimos provas robustas das irregularidades graves que acontecem em Satubinha-MA.

Quero dizer à prefeita Dulce Maciel Pinto da Cunha, Dulcinha, que não tenho nada, absolutamente nada contra a sua pessoa, mas não da mais para ver todos os dias nossa cidade sendo assaltada por um forasteiro. Uso o termo assaltada, consciente que poderia ser processado. Ocorre que caso eu seja processado, a Lei me permite a oportunidade de provar o que estou afirmando. E provo.

Então amigos, faço esse convite a vocês, venha ser um fiscal da nossa cidade, quando ver um malfeito, algo de errado em nossa cidade denuncie, busque os vereadores, busque o Ministério Público. O Ministério Público é órgão que protege a sociedade, ele não tem lado político, o seu lado é a população, então não tenha medo, denuncie.

Desculpem pelo desabafo, mas como eu disse, chega! Vamos trazer dignidade para nosso povo.

Não aceite esse meio fio e essas sarjetas que estão sendo feitas, exija uma obra decente, nós não merecemos migalhas merecemos o melhor.

Um abraço a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!