29 de março de 2019

Chuvas surpreendem olhodaguenses com alagamentos, transtornos e prejuízos


Os olhodaguenses foram surpreendidos por uma chuva que, inundou várias ruas e tomou casas, lojas, escritórios, entre outros imóveis na sede e zona rural.
A tarde de ontem (28), "vivemos momentos difíceis", como descreveu uma moradora do Bairro Ariela. Nas imediações do Hospital Antônio Tomáz. A região central teve parte submersa, nos bairros; casas alagaram, móveis e eletrodomésticos estragaram, por conta do inesperado alagamento. Videos mostram e moradores relatam sobre às inundações e trastornos, na Rua Antônio Rodrigues (Engenho), Rua Jânio Quadros (Principal), Rua João Martins Chaves, Rua Miguel Gastão, Bairro Santo Antônio (Caema), Residencial Primavera, Bairro Sagrado Coração, Vila Elvira, Bairro Novo, Parque Antônio Café e até na Zona Rural. Algumas comunidades tem difícil acesso, por conta da quantidade de água acumulada.

A quantidade de chuva que, caiu no município fora enorme, os locais de escoamento não deram conta, transbordando e ocasionaram os alagamentos. 


Não se sabe ao certo quantos milímetros a chuva despejou, mas há uma certeza e consenso entre os moradores, foi uma das maiores chuvas registradas na história do município. 


Embora a cidade de Olho d'Água das Cunhãs não seja banhada por rios, é entrecortada de Igarapés. Embora Alguns estejam próximos às casas, devido a expansão, os pontos de alagamentos se concentraram em cursos de água projetados, como boleiros e demais meios de escoamento.


Mesmo com os vários imóveis atingidos pelas águas, não há registros oficiais de desabrigados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!