23 de julho de 2018

Governador deixa às traças Segurança Publica de Olho d'Água das Cunhãs-MA

O Governo do Estado abandonou literalmente a segurança pública no Estado do Maranhão, como citamos no Blog em matérias anteriores. 

O estado de abandono no tocante ao suporte e aparelhamento da PM-MA, pode ser uma das causas determinantes no aumento vertiginoso na prática de pequenos e médios crimes.

A cidade de Olho d'Água das Cunhãs que, tem cerca de 20 mil habitantes, sofre com desatenção, abandono e irresponsabilidade do governador Flávio Dino (PCdoB). A viatura da polícia que, funcionava de forma precária, agora está "PARADA" há, mais de três semanas, quebrada e sem previsões de conserto.

Segundo informações obtidas pelo titular do Blog, o carro oficial da Policia Militar no município fora tirada do prego várias vezes, pela boa vontade da gestão municipal. Porém, chegou ao extremo de não ter jeito, quando consertado uma defeito, surgem mais três. 

Vale lembrar, que o prefeito Rodrigo Oliveira (PDT), vem contribuindo com à PM na medida do possível, seja no tocante ao conserto da viatura, combustível e até alimentação dos policiais, no intuito de manter a ordem pública e melhorar a segurança dos munícipes. O gestor olhodaguense é aliado político de Flávio Dino, mas, nem isso moveu o governo a disponibilizar uma viatura ou ambulância ao município.

Nossa equipe fez contato com PM-MA em Olho d'Água que, nos informou que dispõe no momento, apenas de uma moto emprestada pela 3ª da PM de Vitorino Freire, mas segundo o atendente, seria insuficiente para a cobertura do serviço. 

Numa conversa, o 2º Sargento-PM Soares informou, que, pediu reforço no contingente, ao comando que, sinalizou positivamente. A medida visa, inibir o avanço da prática de pequenos crimes, como o roubo de equipamentos eletrônicos (smartphones).

Registramos através da publicação, a indignação da população local e profissionais que arriscam a vida, enquanto o "Governo de Todos" não mostra reocupação, haja vista, o caso da única escola estadual no município, e a lamentável situação dos alunos, que, estão assistindo aulas em prédios improvisados emprestados pelo município. Após, desabar ainda em Outubro de 2017, a reforma foi iniciada somente em Fevereiro, depois de exposta a situação neste Blog. O governo deu prazo de 90 dias para a entrega, mas se passaram há pouco do desabamento aniversariar, nada foi entregue. (Reveja matéria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!