6 de fevereiro de 2018

Olho d’Água: Sec. de Assistência social reaproxima irmãos desaparecidos

Imagem ilustrativa

No último fim de semana, mas precisamente na Sexta-feira (02), alguns olhodaguenses, tiveram a oportunidade de se reencontrarem.

Graças a sincronia e trabalho em equipe das secretarias municipais de Olho d’Água das Cunhãs, aliadas ao Blog Mearim Net que, fez o elo de ligação entre os irmãos separados há mais de 30 anos, pelas curvas sinuosas do destino.

Entenda o caso:

Foto do velória da mãe dos garotos (acervo da família)
Os irmãos, olhodaguenses natos, ficaram órfãos de mãe ainda pequenos, o mais novo ia fazer um ano de idade, quando um parto mal sucedido ceifou a vida da jovem senhora mãe dos meninos. Às marcas da lamentável perca, eram pano de fundo na sofrida lida dos pequenos trabalhadores que, ajudavam o pai nas tarefas de casa e nas plantações (roça). Tão frágeis e inocentes, tiveram que, se tornar precocemente, pequenos “homens e mulheres”, pois, a vida exigiu maturidade. Bidu, foi criado pela avó, mas ela faleceu quando ele tinha 12 anos, e passou a morar com os tios. Ao completar 13 anos, Francisco (o irmão mais velho), saiu de Olho d’Água das Cunhãs, dali pra frente, à distância e a saudade, o afastaria totalmente dos parentes, por longínquos anos.

O reencontro:

Após várias tentativas sem sucesso, sob a intervenção do cunhado que, encaminhara E-mail à várias pessoas de Olho d’Água, a esposa pesquisando, encontrou um numero de telefone e conseguiu falar com o Secretário de Saúde Hugo Rodolfo. De imediato, repassou o caso à Secretária de Assistência Sandra Mendes que, de imediato fez contato com o homem, reuniu à equipe da pasta e pediu o máximo empenho, como de praxe. A Assessoria de Comunicação, através do Blog Mearim Net, juntou-se a equipe e em aproximadamente 04 horas úteis, realizou o tão sonhado encontro. O elo perdido entre os órfãos, pode enfim ser religado.

Na manhã de Sábado (03), os irmãos, Francisco e Bidú, falaram ao telefone e logo depois, Valdecir, também manteve contato com o irmão mais velho. Alessandra, esposa de Bidú, nos confessou que, lutara muito para fazer contato com o cunhado “desaparecido”, vivenciando tudo, e sofrendo junto ao marido e a filha do casal. A recompensa foi o semblante de felicidade estampado no rosto do esposo, ao trocar as primeiras frases, havia algo indescritível naquela cena, um sentimento que, palavras não expõem, talvez o "Dedo de Deus"..

Francisco tem hoje, 42 anos e reside em Teresina, capital do Piauí, onde a duras penas fixou moradia, driblando as dificuldades da vida, constituiu família. Os irmãos encontrados residem em Olho d’Água das Cunhãs: Valdecir é irmão do segundo casamento, mora com a esposa e dois filhos, na Rua São João (Próximo a AABB), Bidu, mora na Rua Cafeteira, seu caso, dispensa narrativas, frente às mazelas. Os citados na matéria são filhos do conhecido comerciante Zé Pretinho.

Um novo capítulo desta história, será narrado aqui, e certamente novos encontros com outros irmãos de Francisco, que, assim como ele, estão sem manter contatos a vários anos.

A Secretaria de Assistência Social promove tais encontros com muita frequência, um trabalho pouco ou sem nenhuma difusão que, exige muito empenho e investimento da gestão. Merecem todos os méritos à equipe da pasta, o prefeito Rodrigo Oliveira pela disponibilidade em ajudar, e a secretária Sandra Mendes, pela dedicação e esforço na promoção da Assistência Social e do bem-comum.

Um novo capítulo desta história, será narrado aqui, e certamente novos encontros com outros irmãos de Francisco, que, assim como ele, estão sem manter contatos a vários anos.

Veja parte da conversa:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!