21 de novembro de 2017

Universitária tenta custear estudos com "programa", mas é roubada pelo cliente



Imagem ilustrativa
Uma jovem que cursa faculdade em Pedreiras (MA), aceitou fazer um programa para ajudar, nos custear os estudos e ainda "lubrificar" a perseguida. O "cliente", é um camelô, mas convenceu a universitária que, era um
"plaboyzinho" ou filhinho de papai, levou a para um motel de Trizidela do Vale-MA.

Segundo às informações que, chegaram à polícia, após o serviço consumado, o "filhinho de papai" pediu a garota para ir à portaria do motel, buscar cerveja.

“Foi bom demais e vamos comemorar com uma ‘breja’”, disse ele.

A garota foi buscar a cerveja, porém, quando retornou ao quarto, o cliente tinha sumido. Para piorar, ele fugiu com o aparelho celular dela, um Iphone 6. A moça ficou no prejuízo; além de não receber o dinheiro do programa, a jovem foi obrigada a arcar com as despesas do motel e, ainda por cima, ficou sem o smartphone.

À vítima esteve na Delegacia de Policia de Pedreiras para confeccionar um B. O, onde ao se deparar com os repórteres da imprensa local, recusou dar entrevistas.

A polícia já tem um suspeito; ele seria um camelô que trabalha vendendo CDs piratas na região do mercado de Pedreiras. Ou seja, não tem nada de “Play”.

Do Blog do Carlinhos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!