9 de julho de 2017

Polícia do Vaticano flagra orgia na casa de secretário do assessor do Papa



A polícia do Vaticano invadiu uma orgia que era realizada no apartamento de um funcionário de confiança de um dos principais assessores do Papa Francisco, de acordo com o jornal italiano Il Fatto Quotidiano.

O chefe da Igreja Católica estaria enfurecido, uma vez que o lugar é o lar de um secretário do cardeal Francesco Cardoso Coccopalmerio, que pertence à Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano – braço encarregado de combater o abuso sexual clerical.

A festinha alimentada por muitas drogas e sexo foi invadida pela polícia no final de junho, depois que vizinhos reclamaram do comportamento esquisito de várias pessoas dentro e fora da residência.

O secretário, que também é padre, foi preso após passar por uma desintoxicação. Sua identidade não foi divulgada, mas sabe-se que ele está em um retiro espiritual em um convento na Itália.

O prédio onde foi realizado o bacanal homossexual é o mesmo em que o cardeal Joseph Ratzinger viveu por quase 25 anos antes de se tornar o papa Bento XVI.

A publicação italiana informa que o edifício é o lugar perfeito para desfrutar os direitos extraterritoriais do Vaticano sem ter que passar pelo controle nem da cidade-estado nem do país.
O papa agora quer acelerar a aposentadoria de Coccopalmerio.

O escândalo vira manchete uma semana depois do Vaticano ser abalado por alegações de abuso sexual contra o oficial de alto-escalão da Igreja, George Pell.

O cardeal Pell, que já atuou como assessor financeiro do Papa Francisco, está sendo acusado de agressões sexuais pela polícia australiana. Ele é o mais alto funcionário do Vaticano a ser acusado de abuso sexual na Igreja.

Fonte: Yahoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!