7 de julho de 2017

Empresa investigada em Bela Vista tem contratos com mais três prefeituras

Do Blog do Domingos Costa

Rua Nazaré, nº 11, Centro – Bela Vista do Maranhão, este é o endereço da empresa Signandes Empreendimentos LTDA – ME (CNPJ nº 04.699.133/0001-59) uma das que aparece na denúncia do Ministério Público Federal como pivô de desvio de milhões em recursos públicos no setor de Educação de Bela Vista, sobretudo em reformas de escolas.

MPF diz que a SIGNANDES é uma empresa de facahda e funciona apenas para emitir notas fiscais frias.

O caso envolvendo o prefeito Orias de Oliveira Mendes veio à tona em reportagem exibida na última terça-feira (04) no Bom Dia Brasil, da TV Globo, (LEMBRE). Aprofundando no assunto, o  Blog do Domingos Costa apurou que pelo menos outras três prefeituras possuem contratos com a empresa de fachada.

Em Alto Alegre do Pindaré, o valor é de R$ 447.980,00 (quatrocentos e quarenta e sete mil novecentos e oitenta reais) para execução de obras da construção do abatedouro municipal. Apesar do Diário Oficial ter publicado somente no dia 02 de janeiro de 2017, a licitação foi selada pelo ex-prefeito Atenir Ribeiro Marques, que segundo a atual gestão, sacou todo o dinheiro com ajuda dos sócios da Signandes Empreendimentos: Erinaldo Gomes Cardoso e Isac da Conceição Silva.

Na prefeitura de  Lago Verde, administrada pelo médico Francisco Clidenor Ferreira do Nascimento, do PPS, a empresa de fachada possui contrato de R$ 495.724,61 (quatrocentos e noventa e cinco mil, setecentos e vinte e quatro reais e sessenta e um centavos), com a finalidade de Reforma das Unidades Escolares localizadas nas zonas urbana e rural daquela cidade. Não se sabe se os serviços foram realizados.

Na cidade de Cantanhede, sob o comando do prefeito Marco Antonio Rodrigues de Sousa. o Ruivo, do PSD, a mesma empresa acusada de desviar dinheiro da educação em Bela Vista, também presta seus serviços para a gestão municipal. A Signantes Empreendimentos abocanha dois contratos para reformas de escolas e de um posto de Saúde, que juntos chegam a R$ 290.859,52 (duzentos e noventa mil, oitocentos e cinqüenta e nove reais e cinquenta e dois centavos). Também neste caso, não se sabe se a empresa de fachada realizou os serviços para os quais ganhou Carta Convite.

Certeza mesmo é que a Signandes Empreendimentos LTDA, por onde passou até então, fez uma verdadeira devassa com o dinheiro público, desviando recursos por meio de notas fiscais fictícias ou “frias”, que são aquelas nas quais os serviços declarados não são efetivamente prestados ou os produtos discriminados não são entregues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!