7 de junho de 2017

Presos em Bom Lugar e Paulo Ramos suspeitos de ataques a bancos

Uma operação desenvolvida pela Polícia Civil do Maranhão apresentou na tarde desta terça-feira (06), por volta das 15:00hs, no auditório da Secretaria de Segurança Pública (SSP), três acusados de participarem de um ataque a uma agência bancária do Bradesco, no município de Paulo Ramos. Nesta ação foram presos em Paulo Ramos e Bom Lugar, os acusados Josimar Santana Pinto, 33 anos; Josué da Silva Sousa, 39 anos e José Augusto dos Santos, 46 anos. Além destes, outros dois suspeitos já foram identificados e pedido o cumprimento de mandado de prisão à Justiça.

A operação desenvolvida pela Polícia Civil do Maranhão em ação direta da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), retirou de circulação três pessoas envolvidas com ataques às instituições financeiras no Estado. As investigações que culminaram com a prisão do grupo partiram após um ataque a uma agência bancária do Bradesco no município de Paulo Ramos. O crime ocorreu no dia 31 de maio, de 2017. As informações dão conta que o grupo criminoso sequestrou no dia anterior ao ataque (30), um funcionário da agência do Bradesco. No dia seguinte a quadrilha se deslocou para o banco com o funcionário. Em seguida o bando arrombou a agência e ao se dirigirem ao cofre, o alarme da agência bancária disparou. Posteriormente, os criminosos fugiram sem efetivarem o roubo. Os bandidos ao fugirem, deixaram o material usado na ação criminosa.
O Departamento de Combate a Roubos às Instituições Financeiras (DECRIF), que integra a SEIC, iniciou as investigações da ação criminosa, onde resultou a prisão dos envolvidos. O grupo após investigações, está sendo responsável de integrar uma quadrilha envolvida em roubo a banco. Eles utilizavam um maçarico para abrir os cofres e caixas eletrônicos, das instituições financeiras.

Investigações pela Polícia Civil resulta na prisão de criminosos

Durante a coletiva na SSP, o Superintendente da SEIC Tiago Bardal explicou, que “O bando realizou a ação criminosa usando de violência contra o funcionário do banco. Eles sequestraram o funcionário no dia anterior ao ataque à agência do Bradesco. No outro dia, a quadrilha se dirigiu para a agência bancária com o funcionário do banco, arrombaram a agência, mas ao se dirigirem ao cofre, o alarme disparou, os impedindo de completar o ato criminoso. As investigações prosseguiram por conta da equipe da Seic, resultando na prisão dos três envolvidos nos municípios de Paulo Ramos e Bom Lugar. Outros dois partícipes desta ação criminosa já foram identificados. Na oportunidade fora pedido o mandado de prisão dos mesmos”, ressaltou o superintendente da SEIC.

O Secretário de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela reiterou durante a coletiva, que “Um dos criminosos que integra a quadrilha, conhecido como Josimar Santana Pinto, era vigilante da agência bancária do Bradesco da agência de Paulo Ramos. Ele teria repassado as informações para o resto da quadrilha. O outro envolvido, o José Augusto tem um Mandado de Prisão pela Comarca de Macapá por envolvimento ao crime de estelionato. Os criminosos precisam ter a sua trajetória investigada, no sentido de descobrir, se outras agências atacadas, não contou com a participação do grupo criminoso.

Após a prisão, os acusados foram ouvidos pelos delegados da SEIC e encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Mauro Wagner – ASCOM/SSP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!