9 de novembro de 2016

E agora José? Donald Trump é eleito presidente dos Estados Unidos

Será o anuncio do "apocalipse"?

Para o jornalista carioca Arnaldo Jabor é o fim do mundo, um erro irreparável à eleição do Republicano Donald Trump nos Estados Unidos. Segundo Jabor, numa crônica política ao Bom Dia Brasil, Trump é o  "Desencadeamento do Apocalipse".

Vários analistas e cientistas políticos de renome, estudiosos, religiosos e até cidadãos comuns, temem a fúria de Donald Trump à frente da maior potencia econômica e militar da terra. Algumas "promessas" do milionário estadunidense, vai de encontro à postura de outros lideres mundiais, temidos, como é o caso do presidente russo Wladimir Putin e dos chineses, entre outros citados desnecessariamente pelo presidente eleito dos EUA. As ameaças do americano, intimidam mexicanos e latinos em geral, além de imigrantes de praticamente todas as nacionalidades.

Veja na integra o que disse, o colunista de O Globo:

O nosso destino está sendo traçado lá nos Estados Unidos. A figura do Trump é o maior perigo que corremos. O Trump é o resultado da crise mundial de desconfiança com a política. Ele é fruto do que se chama "info-entertainment", ou seja, a mistura de informação política com espetáculo, com entretenimento.

Trump ficou famoso como um palhaço na televisão. De palhaço a político foi um passo. Ele é o candidato da vingança, do ódio contra a inteligência e o progresso. O Trump representa a rebelião dos imbecis que já rola no mundo inteiro. Outro dia a Hillary Clinton disse uma frase verdadeira e terrível: "Eu sou o único obstáculo entre nós e o apocalipse". Não é exagero.

Esse assediador de mulheres promete, entre outras coisas, acabar com a Otan, expulsar imigrantes e ficou amigo do inimigo máximo da América que é o psicopata Putin. Se for eleito, Trump terá os códigos de ataque nuclear naquele seu dedinho vergonhoso.

A pergunta é: "Como podem mais de 40 milhoes de eleitores ser tão boçais?" Essa é a sólida estupidez da população americana. É a ditadura da maioria silenciosa. Trump é um perigo para a humanidade. Robert De Niro disse na TV que Trump é um canalha, um porco e que queria dar uma porrada na cara dele. E o poeta T. S. Eliot disse que o mundo não vai acabar em um estrondo, mas em um gemido. Agora, se esse cara for eleito, o mundo acabará num mugido.


Arnaldo Jabor
Jornalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!