9 de julho de 2016

Deputado que ganhou 12 vezes na "loteria" quer o lugar de Cunha

Deputado federal Fernado Giagobo (PR-PR), um homem de "sorte"
Com a renúncia de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara Federal, o deputado paranaense Fernando Giacobo (PR-PR) é um dos mais cotados para assumir a presidência da Casa. O presidente em exercício, Waldir Maranhão (PP-MA), tem um prazo de até cinco sessões para realizar novas eleições. Segundo o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), além de Giacobo, Rogério Rosso (PSD-DF) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), estão entre os mais cotados.

Desde que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi afastado pelo Supremo, Giacobo, que é o vice-presidente da Casa, presidiu 30 das 33 sessões. Apenas uma foi comandada pelo presidente interino Waldir Maranhão.

Giacobo já foi réu no Supremo Tribunal Federal (STF) em três ações, que foram prescritas, e ganhou na loteria 12 vezes em um período de 14 dias, em 1997.

No caso das loterias, o mais curioso, ele ganhou doze vezes – somados os prêmios, recebeu R$ 134 mil. Em 2004, em entrevista à Folha de S. Paulo, o deputado atribuiu a bolada recebida à sua sorte. “Pura sorte. Juro por Deus. Eu sou um cara de muita fé”, disse.

A assessoria de Giacobo enviou ao Paraná Portal documento de certidão de antecedentes do STF mostrando que não há inquérito em andamento e que a situação junto à Receita Federal foi regularizada. Em nota, o parlamentar afirmou que “atualmente o deputado não responde a nenhum crime”.

Fonte: Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!