30 de abril de 2016

Janaína Paschoal se confunde e apoia o impeachment de Michel Temer

Foto: O Estadão
A advogada Janaína Paschoal, autora do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, se confundiu em uma explanação do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e apoiou que o vice-presidente Michel Temer (PMDB) também seja afastado do cargo em sessão destinada a ouvir os denunciantes na Comissão do Impeachment.

Rodrigues apresentou decretos de créditos suplementares, sem dizer que foi Temer que os assinou, e pediu a opinião de Janaína sobre o caso. Ela defendeu que os decretos sem autorização do Congresso Nacional deixa configurado o crime de responsabilidade fiscal, embasamento apresentado pela jurista no pedido de impeachment.

“Muito bem, fico feliz com sua opinião, porque a senhora acabou de concordar com o pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer. Essas ações que eu li foram tomadas pelo vice”, disse o senador após as declarações da advogada.

Comissão do Impeachment no Senado ouve defesa de Dilma nesta sexta-feira
Janaína Paschoal tentou justificar e afirmou que “o vice-presidente assina documentos por ausência do presidente. Neste caso, não há o tripé de crimes continuados e intercalados entre si”, argumentou. Antes, a autora do pedido de impeachment afirmou que não existia motivos para o afastamento de Michel Temer.

Fonte: Paraná/Portal UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!