28 de março de 2016

BR 135: Principal porta de entrada de São Luís é a vergonha do Maranhão!

BR 135 no perímetro urbano de São Luis-MA
Quem tiver de planos visitar São Luís, capital do Maranhão, em véspera ou dia seguinte a feriado via BR 135, deve repensar.

A viagem de quem fez o trajeto no Domingo de Páscoa (27), foi literalmente uma "Via-Crúcis". Quem se aventurou pela Rodovia Federal, principal e única porta de entrada por vias terrestres em São Luís do Maranhão. O martírio dos motoristas, começou ainda no Povoado Entrocamento (Itapecuru Mirim) à cerca de 100Km da capital e seguiu até a ponte da duplicação da rodovia, já em Periz de Cima (Bacabeira). 

O trajeto entre a região do Médio-Mearim no interior à capital, que dura em média 4 ou 5 horas, dobrou e chegou a 10. Motoristas mais afoitos ou apressados, trafegavam pelo acostamento, algo que deve ser evitado, por se tratar de infração gravíssima. Uma viatura da PRF na chegada da ponte, abordava e multava os infratores.

O numero de acidentes do feriado, inclusive com vítimas fatais foi alto, mas o que marcou, foi à quantidade de veículos de todas as marcas e categorias com pneus furados, cortados, estourados, rodas amassadas, entre outros problemas. A quantidade e profundidade das crateras (buracos) na pista de rolamento assusta, e tornam-se mais perigosos, com as chuvas que caiam durante à viagem. 

As empresas especializadas em alinhamento, balanceamento e vendas de pneus, faturaram alto, como informou à funcionária que atendeu nossa equipe numa loja da capital.

A porta de entrada da capital do Maranhão, desrespeita e envergonha o maranhense, que não aguenta mais, as despesas com manutenção do veículo, sem contar que paga um  preço abusivo pelo combustível e tem que conviver com centenas de "pardais" numa rodovia intrafegável.

O DNIT órgão responsável pela manutenção da BR 135, devia desativar os "multadores eletrônicos" já que não consegue se quer "tapar os buracos" que naturalmente impedem qualquer um de ultrapassar os limites de velocidade impostos pelos radares.

Segundo a advogado Dr. Celso Lima, os motoristas que se sentirem lesados, podem acionar à justiça contra os responsáveis pela manutenção e conservação das rodovias. (Clique aqui e veja algumas decisões da justiça)

Recentemente o Governador Flávio Dino (PCdoB), tratou do problema e ameaçou entrar na justiça contra o Governo Federal no tocante aos buracos e a duplicação, que se arrasta pelo tempo.

Fizemos contato com o DNIT para falar sobre o assunto da BR 135, mais ainda aguardamos respostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!