17 de janeiro de 2016

Homens ganham gorjeta fazendo papel do Governador na MA-008

Chega a envergonhar, ver trabalhadores braçais prestando serviço na MA-008, no trecho que liga o Povoado Zé Chicão na BR 316 à cidade de Olho d'Água das Cunhãs-MA.

O que tem chamado atenção e de certa forma envergonhado a todos, não é fato dos homens trabalhem, mas sim, a falta de atenção do Governo do Estado, que tem deixado a população da região no tocante ao acesso, em total estado de abandono.

Por volta das 05h00 da manhã, os homens iniciam o trabalho na estrada, que assemelha-se a " tábua de pirulito", tapando com barro, os incontáveis buracos em troca de pequenas gorjetas voluntárias dos motoristas, que obrigatoriamente passam por alí. Seu Francisco das Chagas (Pirão), 54 anos e o filho Márcio, 25 anos, moradores da Vila Elvira em Olho d'Água das Cunhãs, são os heróis, que minimizam os sofrimentos de quem utiliza à MA-008, para trabalhar, transportar passageiros e cargas na região e fazem o papel que deveria ser feito, pelo Governador do Estado.

Motoristas, motociclistas, taxistas, caminhoneiros e a população das cidades de Brejo de Areia, Altamira do Maranhão, Marajá do Sena, Paulo Ramos, Vitorino Freire, Olho d'Água das Cunhãs e demais povoados da região, pedem socorro, pois não aguentam mais tanto desprezo do governo.

Durante o governo de Roseana Sarney, foram feitas em curtos espaços de tempo, duas ou três operações "tapa buraco", mas não resolveu. O anterior e o atual gestor de Olho d'Água fizeram reparos na estrada, mas, também não adiantou.

Segundo um engenheiro civil, a pista de rolamento e acostamento no trecho citado, estão totalmente comprometidos, o que inviabiliza as "operações tapa buracos". Somente um novo trabalho de terraplanagem e recapeamento da malha e acostamento resolveria o problema.

Enquanto o governo cruza os braços, as chuvas iniciam, e a população que necessita trafegar na MA-008, se martiriza na rodovia, que tem causado perdas e prejuízos incalculáveis a todos.

Vale ressaltar, que citamos apenas o trecho de 10 Km, que liga Olho d'Água das Cunhãs à BR 316, mas os buracos seguem nos 22 Km até Vitorino Freire, e vira atoleiro nos 17 Km até Paulo Ramos. Já no famoso trecho "Paulo Ramos/Arame" a estrada se compara em praticamente tudo, à famosa e inacabada Transamazônica.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!