20 de setembro de 2015

Policiais militares declaram guerra à imprensa de Babacal-MA

Do blog do Sérgio Matias

A insegurança pública no Maranhão é decorrente da falta de investimentos em efetivo de pessoal e estrutura, mas em nossa cidade tem um agravante. Não se sabe por qual razão parte dos  polícias militares lotados do 15º BPM, sobretudo os mais novos, acha que está acima do bem e do mal. Não sabe lidar com as críticas e, pior, por não aceita-las contra-ataca impedindo que os profissionais de imprensa tenham acesso às informações resultantes das operações e ocorrências do dia a dia, como se elas não fossem públicas.

A imaturidade de cercear informações também só acontece, certamente, porque tem a anuência do comando do batalhão, senão seus subordinados não se atreveriam a cometer esse equivoco.

Quem perde com isso é a própria corporação que deixa de prestar contas com a sociedade.

Essa situação nos faz crer que esses policiais não sabem ou se recusam a aceitar que a Ditadura, forma de governo onde o poder político é efetivamente controlado por militares, instaurado no Brasil em 1964, acabou dia 15 de março de 1985.

Hoje, o país vivencia a Democracia. Graças a Deus!!!

EM TEMPO: após ter acesso à essa publicação o Tenente-coronel Miguel Neto, comandante do 15º BPM, afirmou que da parte dele nunca houve pretensão de negar acesso à qualquer notícia de interesse público, então solicitei ao nobre comandante que relatasse, através de nota, quais seriam as atitudes adotadas para evitar que seus subordinados continuassem a impedir o trabalho da imprensa e que, daí então, que todos os colegas possam trabalhar tranquilamente, como antes. Mantendo a população informada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!