11 de fevereiro de 2015

Prefeito e amante são presos suspeitos de matar primeira-dama

Prefeito José Simão (PT) e a 1ª Dama Gercineide
O prefeito da cidade de Lagoa do Sitio, José Simão, chegou em Teresina, detido pela polícia e na companhia da empregada Noemia Maria da Silva Barros, 43 anos, também suspeita de ter cometido o crime. Os dois são acusados de terem tirado a vida da primeira-dama da cidade.

José Simão e Noemia Maria prestaram depoimento na gerencia de polícia metropolitana. "Não matei minha mulher. Quem matou está preso", comentou o prefeito, que é defendido pelo advogado Lucas Vila.

Segundo o deputado federal Fábio Abreu (PTB), futuro secretário estadual de Segurança, o prefeito foi preso ainda na cidade juntamente com a empregada. Esta teria confessado o crime, pois teve participação direta, usando um pano para calar Gercineide. Zé Simão teria efetuado o disparo na cabeça da mulher.
1ª Dama com microfone, prefeito e a empregada acusada

A primeira-dama Gercineide Monteiro, havia sido encontrada morta em sua própria cama e, segundo o prefeito Zé Simão nas suas primeiras declarações para a polícia, a morte teria acontecido por volta das 5h40 da manhã devido à ataque fulminante do coração. No momento da morte, o prefeito disse que estava na roça.

No entanto, a hipótese foi descartada pela equipe de inteligência da polícia que foi até o local e, sobre outras suspeitas, apontou que a morte havia acontecido por volta de 1h e devido à um tiro de revólver calibre 38. A ausência de qualquer arma que indicasse suicídio da primeira-dama aumentou as suspeitas da polícia.

Fonte: Tribuna de Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!