15 de setembro de 2014

Irmão de Ronaldinho Gaucho promete agir após racismo no México

No último domingo, Ronaldinho Gaúcho foi alvo de racismo por parte de um político mexicano da cidade de Querétaro, onde ele atuará no campeonato local. Assis, seu irmão e agente, prometeu agir.

"Com certeza não pode ficar assim, passaremos um comunicado para a imprensa (falando sobre o que faremos)", afirmou Assis em contato com o UOL Esporte.

Ele, porém, evitou fazer comentários adicionais sobre o ocorrido: "Eu não vou fazer nenhum comentário sobre isso, porque não foi um ato de dia de jogo. Foi um ato fora do contexto jogo de futebol, fora de um estádio de futebol. Foi racismo e junto com o clube nós vamos pensar  o melhor caminho", completou o agente.

Ronaldinho foi chamado de macaco por Carlos Treviño, político mexicano, em mensagem publicada no Facebook. Treviño reclamava do trânsito formado em Querétaro na última sexta-feira enquanto o meia brasileiro era apresentado no clube local.

"Sou tolerante, mas detesto futebol, e o fenômeno idiota que produz. Detesto mais ainda porque as pessoas inundam as ruas e nos atrasam para chegar em casa. E isso tudo para ver um macaco. Brasileiro mas macaco sim. É um circo ridículo", escreveu.

Ronaldinho Gaúcho ainda não se pronunciou sobre a situação

Fonte: Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!