20 de abril de 2014

Glauber Azevedo participa de jogo entre amigos em Igarapé da Palmeira

Em pé: Manel do Iran, Edimar, Evandro, Antonio, Manel do João, Neto,
Zé Cumprido, Zezizo, Manú dentista (Goleiro) e Deca.
Agachados: Cambota, Gil, Pena, João Filho e Glauber Azevedo
Um jogo de futebol realizado no Igarapé da Palmeira (Olho d’Água das Cunhãs) marcou à tarde de Sábado de Aleluia (19) no povoado.

O time formado por moradores enfrentou o time de Olho d’Água das Cunhãs-MA, organizado pelo bacharel em direito Galdam Buda e o comerciante Josa, teve como destaque o amigo Glauber Azevedo.

O futebol animou os moradores, que compareceram em grande número, entre mulheres, crianças e idosos, para vibrarem na goleada de Igarapé da Palmeira 9x3 Mimoso de Olho d’Água.

Em pé: Glauber, Lê, Alan, Deybe, Fábio, Trindade, Bino (Goleiro) e Doguinha
Agachados: Jaburú, Gessias, Amarildo, João Filho, Josa e Galdam Buda
Os jogadores da equipe do Mimoso enfrentaram uma verdadeira maratona para chegar ao destino, que fica localizado a apenas 13 Km da sede de Olho d’Água, mas sem estrada para trafegar, são obrigados a se deslocarem pela estrada vicinal do Povoado Jussaral dos Saraivas (Vitorino Freire) aumentando o percurso para 24 Km, tendo que caminhar ainda aproximadamente 4 a 5 quilômetros a pé. Os atletas sentiram na pele o que sofre o povo da comunidade, seja para fazer compras, escoar a produção ou buscar atendimento médico, tendo inclusive, este ano, registros de pessoas carregadas em rede.

O jovem Glauber Azevedo conversou com alguns moradores, que falaram das dificuldades enfrentadas com tais problemas, e ainda dos governantes em meio a tantas promessas descumpridas.

Após a partida, os moradores e bons anfitriões, ofereceram bebidas aos visitantes e aproveitaram para “Resenhar” sobre a partida. Em seguida, os jogadores da sede, enfrentaram o bravo igarapé que nomeia o povoado no caminho de volta. Falando nisso, o igarapé é um dos obstáculos que dificulta o trafego dos moradores, servindo de passagem apenas uma estreita ponte improvisada, onde passam apenas pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!