15 de janeiro de 2014

Revolta no enterro da criança morta por falta de atendimento

Maria Eunice (Morta), sua mãe e seu pai valdimiro
O clima no cortejo, que seguia para o sepultamento da recém-nascida Maria Eunice, morta ontem (13) no Hospital Municipal de Olho d'Água das Cunhãs-MA, por falta de atendimento médico, era de revolta, indignação, comoção e solidariedade com a família.

Familiares, vizinhos, amigos e conhecidos, acompanharam o corpo da inocente até o Cemitério do Axixá, durante o trajeto, moradores se comoviam com o cortejo, alguns emitiram palavras de apoio aos pais, e outros gritaram palavras de ordem, contra a atual gestão de Olho d'Água.


O caso teve grande repercussão em nossa cidade e toda região, sendo intensa nas redes sociais, onde as postagens se espalharam rapidamente e os internautas se estarreceram com a má noticia. Porem, alguns pobres coitados, se prestaram ao ridículo de tentar defender ou justificar o caso. 

Convenhamos, que pegou mal e ficou feio. Enquanto no dia anterior, uma paciente grávida teve todo o cuidado e atenção de uma junta médica completa, inclusive com médico importado, para a realização do parto, ontem (13) não apareceu um vivente para atender a pequena Maria Eunice, que infelizmente, veio a óbito. 

Niguém por parte da gestão atual, se pronunciou sobre o assunto. 

Vale ressaltar, que já assistimos casos parecidos em gestão anteriores, onde vidas foram ceifadas por falta de atendimento, mas nenhuma chegou a tal ponto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!