13 de janeiro de 2014

Família diz: Recém-nascida morreu por falta de atendimento em hospital

A família da recém-nascida Maria Eunice de apenas três dias de vida, está inconformada com a morte da criança. Segundo informou o senhor Valdimiro pai da menina, morador do Bairro Sagrado Coração de Jesus, a falta de atendimento médico acabou ceifando a vida da pequena Eunice.

O caso:

Por volta das 07hs da manha de hoje (13) o pai e duas vizinhas, levaram a criança que passava mal, ao Hospital municipal de Olho d’Água das Cunhãs-MA, porem se depararam com a falta de atenção dos funcionários da entidade, como confirmaram em entrevista concedida ao jornalista J. Luís da TV Difusora.

Seu Valdimiro disse que o médico plantonista da unidade hospitalar, simplesmente não se encontrava no local, como confirmaram as recepcionistas, que instruíram o homem a espera-lo. No intuito de salvar a vida da filha, o mesmo seguiu ao Povoado Palmeiras (Olho d’Água) para levar até um rezador conhecido por Perreirinha, que atendeu e rezou na menina, em seguida, retornaram ao hospital, próximo das 09 horas, mas o médico não havia chegado. O homem desesperado resolveu procurar o enfermeiro Dr. Fábio em sua farmácia, mas infelizmente, o profissional estava viajando, como disse a sua esposa Erineuda. Valdomiro voltou ao hospital pela terceira vez, e entregou a filha nas mãos de técnicos de enfermagem, que nada mais puderam fazer.

Seu Valdomiro falou a nossa reportagem:

“Minha filha morreu por falta de atendimento médico, cheguei cedo com ela viva e saí tarde com ela morta e o tal do médico não estava lá e nem chegou depois...”, disse.

O clima na casa da criança é de total indignação, frente ao descaso com a vida da criança, que merece ser apurado, para esclarecer se houve negligencia e se houve quem deverá responder.

Duas acompanhantes e o pai da criança revoltados com a falta de atendimento a população concederam entrevistas ao canal de TV local e soltaram o verbo contra o prefeito.

O corpo da criança está sendo velado na residencia da família no Bairro Sagrado Coração de jesus.

Chamamos atenção das autoridades, em especial dos vereadores e do Ministério Público Estadual, para acompanhar e apurar tais casos. Pois, este não é o primeiro e nem será o último, onde moradores reclamam da falta de médicos e atendimento no hospital, cabe aqui relembrar que nas gestões anteriores, a população reclamava e sofria com o mesmo problema.

Um comentário:

  1. Esse tipo de notícia vai continuar até a população acordar e não ficar nesse troca troca uma verdadeira oligarquia o que acontece em ODC.

    ResponderExcluir

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!