7 de outubro de 2013

Polícia identifica segundo envolvido na morte do PM Osvaldo

Manasérgio ou Perivaldo acusado de matar PM
Do blog de Gilberto Lima

A polícia identificou, neste domingo(06), o segundo envolvido no assassinato do PM Osvaldo Viana Vale Filho, ocorrida na última sexta-feira(04), na cidade de Vitorino Freire. Trata-se de Manasérgio Sérgio Dourado, que também usa o nome de Perivaldo Frazão Braga.

Manasérgio ou Perivaldo é considerado de alta periculosidade e se destaca pela frieza e crueldade. Ele foi preso no dia 21 de dezembro de 2012,depois que, em companhia  de outros assaltantes, aterrorizaram o Banco do Brasil de Paulo Ramos, explodiram o Bradesco, em Guimarães, no mês de julho, e o Banco do Brasil de Governador Newton Belo, em outubro, daquele ano.

Na ocasião, Manasérgio foi preso com a identidade de Perivaldo Frazão Braga, 28 anos, juntamente com os irmãos Valdemir, “Beni” ou “Baleado”, 36 anos, que utilizavam os nomes falsos de Wanderson Carreiro de Silva e Alberon Laurindo Flores.

O coordenador de Combate a Roubos a Instituições Financeiras, delegado Luís Jorge, disse, na oportunidade, que os assaltantes deixaram explosivos na agência bancária de Paulo Ramos e que, por meio de algumas iniciais e informações que estavam nesse material, a polícia conseguiu encontrar o paradeiro dos assaltantes.

Em poder de Perivaldo Frazão  a polícia encontrou materiais explosivos, sendo que era na casa do assaltante que que ocorria a fabricação das bananas de explosivos para os assaltos a bancos no estado.

Na noite de 11 de agosto de 2013, o mesmo conseguiu fugir do Bloco C, do Presídio São Luís II, em Pedrinhas, em companhia  de José Francisco Chagas Fernandes; José Raimundo Chaves Fernandes e Ivan Oliveira.

A polícia também já tinha identificado outro envolvido na morte do Soldado Osvaldo. É Peterson Róbson de Araújo, conhecido por “Mossoró”, também de alta periculosidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!