21 de setembro de 2013

Com medo de derrota, Moto abandona amistoso contra o BEC

A jovem equipe do BEC (Bacabal Esporte Clube) perdia de 2x0 para o Moto Clube em amistoso no Correão na noite de ontem (20), mas chegou ao empate, foi o estopim para o técnico do time da capital Celinho tiram literalmente o time de campo.

Segundo informou o presidente do Bacabal Roberto Baresi ao “MEARIM NET” o Moto receberia R$ 5,000,00 (Cinco mil reais) pelo amistoso, sendo que pediu adiantado R$ 2,500,00 (Dois mil e quinhentos), mas como descumpriu o acordo firmado, provavelmente não receberia o restante.

Alguns dirigentes do Moto discordaram do posicionamento do técnico Celinho, que chamou a responsabilidade para si, reclamando da arbitragem, que segundo ele teria interferido no resultado da partida. Mas, no momento que foi marcado uma penalidade nenhum jogador do rubro negro da capital reclamou, reconhecendo o acerto do Juiz da partida, os demais lances não interferiram no resultado da partida.

Roberto Baresi alfinetou o técnico:

“Há tempos não via uma situação tão amadora quanto à do Moto sair de campo, me recordou os antigos intermunicipais, quando isso acontecia, mas não em futebol profissional”, disse o presidente do BEC.

A atitude de Celinho foi impensada e totalmente equivocada e mostra o total despreparo de alguns profissionais do futebol no nosso estado, que apesar de ter melhorado, continua sendo um dos mais desinteressantes do país, e gestos como estes, envergonham o torcedor, que paga ingresso pra ser desrespeitado.

A torcida do Bacabal não perdoou a lambança de Celinho e soltou o grito de "Time de segunda" e "Timinho", se referindo a passagem do Moto Clube pela 2ª divisão do maranhense 2013.

O ponto positivo mesmo sem jogar, foi a presença do “Boa praça” Kleber Pereira ex-jogador de Atlético Paranaense, Santos, América do México, Inter de Porto Alegre e atualmente no Moto Clube, que distribuiu simpatia e pousou pra fotos ao lado dos torcedores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!