6 de junho de 2013

Justiça retorna ao cargo prefeita de Rosário-MA

Prefeita de Rosário Irlahi Linhares de volta ao cargo
Por Hugo Freitas

Durou muito pouco o afastamento da prefeita de Rosário. Não mais que três dias.

Por meio de liminar, expedida na tarde desta quarta-feira (05) pela juíza Rosângela Prazeres, da Comarca de Rosário, a prefeita afastada Irlahi Linhares (PMDB) deve retornar ao comando da cidade.

Irlahi havia sido afastada por decisão da Câmara de Vereadores de Rosário, na última segunda-feira (03), quando os parlamentares, em votação apertada, entenderam que a prefeita havia incorrido em crime contra a Administração Pública (reveja aqui).

De acordo com a liminar judicial, a votação no Legislativo rosariense – que culminou com o afastamento da peemedebista por 90 dias – foi feita sem que se garantisse à prefeita o direito constitucional de ampla defesa.

Irlahi Linhares foi processada pela Câmara de Rosário por efetuar contrato com a empresa Moraes e Linhares Ltda, de propriedade de seu pai, para fornecer combustíveis e derivados para as secretarias daquele município.

O contrato estava estimado em cerca de R$ 919.450,00.

O que muitos querem saber agora é qual será a postura dos parlamentares rosarienses que votaram pelo afastamento de Irlahi? Se eles vão acatar de pronto a decisão da justiça local ou se vão recorrer ao Tribunal de Justiça do Estado e às outras instâncias pertinentes.

E a prefeita? Qual será a sua posição em relação àqueles que votaram pelo seu afastamento? Haverá retaliação política?

Muita água ainda deve rolar pelas barrancas do rio Itapecuru. É aguardar as cenas do próximo capítulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!