8 de fevereiro de 2013

Saiba os riscos de beijar várias bocas no carnaval

O beijo na boca pode transmitir desde uma simples gripe ou resfriado, até doenças mais graves como hepatite B e turbeculose.

O alerta para o período do carnaval, época em que as pessoas beijam vários parceiros desconhecidos, é do clínico geral e professor do departamento de medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Bernardino Geraldo Alves Souto. “Se estiver com sangramento, o risco aumenta ainda mais”, afirmou.

Segundo o médico, as doenças podem ser transmitidas pela cavidade oral ou nasal.

“As viroses respiratórias podem ser transmitidas pelo beijo na boca. Gripe, meningite, tuberculose, herpes é muito frequente e também a mononucleose, uma doença que começa com frebre, ínguas pelo corpo, e pode evoluir para hepatite ou inflamaçãoo no baço”,.

De acordo com o cirurgião dentista Silvio Segnini, só na boca há mil bactérias diferentes. “O mau hálito pode ser um indicativo dessas bactérias ou de alguma afecção na garganta”. A má conservação dentária é outro fator que amplia a probabilidade de transmissão.

Assim também é com o herpes e com a mononucleose, conhecida popularmente como doença do beijo. “A pessoa que transmite essas doenças pode não estar com sintoma naquele momento. A mononucleose pode levar de uma semana a seis meses para ser curada, a resposta ao tratamento é variável”.

Excesso

Uma atitude que pode ajudar a evitar a transmissão de doenças é fugir dos excessos. “Beijar qualquer um o tempo todo facilita a transmissão, há que se evitar o excesso”, recomendou.

Doenças

Entre as doenças que podem ser transmitidas pelo beijo na boca, estão gripe, resfriado, faringite, amigdalite, hepatite B, mononucleose, herpes labial, turbeculose e meningite.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!