5 de janeiro de 2013

TV Record vai rediscutir o caso Décio Sá

Blogueiro Décio Sá, morto por encomenda
Uma equipe da TV Record está em São Luís desde a semana passada.
O objetivo é discutir todas as dúvidas da investigação sobre a morte do jornalista Décio Sá, que a polícia maranhense garante ter elucidado.

A matéria deve ser divulgada no programa Record Espetacular, já na noite deste domingo.
A Record não tem dúvida da participação do grupo já preso na morte do jornalista.

Mas pretende abordar aspectos da morte de Décio mantidos em sigilo pela polícia – e relacioná-los com as investigações de outros casos comandados pelo secretário de Segurança, Aluísio Mendes.

Deverá vir à tona, por exemplo, uma gravação de uma conversa telefônica em que Aluísio Mendes estaria direcionando a investigação da morte do vereador Aldo Andrade, em Barra do Corda, para “evitar conotação política”, como ele mesmo diz na gravação.

Esta gravação foi feita ao acaso.

Aluísio iria conceder entrevista a uma emissora de Barra do Corda e, sem perceber que o microfone já estava ligado, começou a conversar com um dos investigadores do caso, orientando como proceder nas investigações.

Chega, inclusive, a ironizar o deputado estadual Carlos Alberto Milhomem (PSD).
- Sei que Milhomem vai espernear na Assembleia, mas é pra evitar conotação política no caso - diz Aluísio na gravação.

A TV Record já marcou entrevista com o secretário, na segunda-feira, após a exibição da reportagem – que também pode ir ao ar só na semana que vem. 

Mas, acuado, Aluísio também tem prometido reagir às suspeitas levantadas no caso Décio.
Quer, por exemplo, divulgar gravações de ligações telefônicas de envolvidos na morte do jornalista – coisas que não estão no relatório encaminhado à Justiça.

Tendo ou não razão Aluísio, as ações e reações contra ele só confirmam o que este blog tem dito há meses:
Que o caso ainda não está totalmente elucidado…

Fonte: Marco Aurélio D’Eça

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!