22 de novembro de 2012

PM-MA de Olho d’Água prende quadrilha de estelionatários

Policiais militares de Olho d’Água das Cunhãs-MA, prenderam na tarde de ontem (22) uma quadrilha especializada no crime de estelionato (171). O bando aplicava periodicamente as chamadas “Saidinhas bancarias” ou “Conto do vigário”, crime este onde o a vítima é literalmente levada na conversa pelos bandidos e entrega espontaneamente o dinheiro aos mesmos.

A diligência da PM-MA liderada pelos Sargentos-PM B. Costa e Oliveira, além do Soldado-PM Diego prenderam na MA-008 (Próximo a Pousada Caribe), num veículo Corsa, vermelho, placas JUP 5926 de Belém-PA, local de origem de: José Filho da Silva (Cabeça Branca), 53 anos, José de Lima Moura, 60 anos e Marina Costa Freitas, 43 anos, segundo denuncias da vítima Antônia Mendes Domingos Sousa da Cidade de Pedreiras-MA, os acusados haviam subtraído aproximadamente R$ 7. 000,00 (Sete mil reais) após aplicar o golpe citado acima (Saidinha bancária ou conto do vigário). Os três acusados foram entregues ao Subtenente-PM Rios Comandante de Lago da Pedra-MA, onde foi lavrado o flagrante contra o trio de estelionatários.

Com o grupo foi encontrado, uma pequena quantidade de maconha, 02 aparelhos celulares, pertences pessoais, além da quantia de R$ 6.951,75 (Seis mil quinhentos e cinquenta e um reais e setenta e cinco centavos), segundo a polícia, o dinheiro teria sido levantado através dos golpes cometidos na cidade de Pedreiras. Porém os mesmos agiam também Lago da pedra, Paulo Ramos, Vitorino Freire, bacabal e Olho d’Água das Cunhãs, que seria a região de atuação da quadrilha.
Os acusados devem responder por estelionato (Art.171), formação de quadrilha (Art. 288). Segundo Sargento-PM B. Costa, a acusada Marina  Costa Freitas, ofereceu os quase 7 mil reais, pela liberdade do bando, mas, o PM deu voz de prisão e enquadrou a mesma, também pelo crime de tentativa de suborno a policiais, previsto no (Art. 333) do Código penal brasileiro.

Parabéns, a equipe da PM-MA, liderada pelo Sargento-PM B. Costa, Sargento-PM Oliveira e Soldado-PM Diego, por efetuar mais uma prisão e resistir à tentativa de suborno, mostrando que a lei tem que se sobrepor ao crime.

Segundo informações, os acusados teriam escapado de prisão há poucos dias atrás em Bacabal-MA, após subornar com sucesso uma guarnição da polícia. O caso estaria sob investigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!