14 de agosto de 2012

Mulher é presa suspeita de envenenar genro


Uma ação da Polícia Civil, em Centro Novo do Maranhão, resultou na prisão de uma mulher suspeita de colocar veneno para matar rato na comida do genro. Maria de Jesus Santos, de 54 anos, foi detida em cumprimento a um mandado de prisão expedida pelo juiz Joselmo Sousa, da Comarca de Cândido Mendes. Participaram da captura, policiais civis de Cândido Mendes, sob o comando do delegado Raimundo Batalha, em conjunto com a delegacia de Maracaçumé.
Maria de Jesus, segundo informações policiais, teria assassinado no último mês de agosto, o lavrador Janes da Silva Marques, de 20 anos, que era casado com uma de suas filhas. O crime ocorreu no povoado Vai Quem Quer, município de Cândido Mendes. A “Viúva negra” como é conhecida na região foi localizada em sua própria residência no povoado Chega Tudo, município de Centro Novo do Maranhão.
De acordo com o delegado, ela é investigada como principal suspeita de cometer outros seis homicídios, na qual as vítimas foram seis ex-maridos. Para a Polícia, ela sempre utilizava o mesmo modus operandi.
Em depoimento à Polícia sobre a morte do seu genro Janes da Silva Marques, a suspeita afirmou que o matou por não ter gostado dele ter ameaçado bater no seu filho, neto dela, e que no mesmo dia teve vontade de assassiná-lo. Ela esperou o momento de servir o jantar para colocar o “chumbinho” em sua comida. Horas depois a vítima começou a agonizar e morreu. Ela própria acionou os familiares da vítima para informar que ele estava passando mal. Após ser liberada mediante alvará de soltura, a acusada foi procurada pela Justiça no endereço informado no processo, mas não foi localizada, razão pela qual foi expedido o mandado de prisão.
Fonte: Neto Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!