13 de agosto de 2012

Filho pode complicar eleição de Zé Leandro em Vitorino Freire


Estava indo bem de mais para ser verdade a campanha de Zé Leandro Maciel em Vitorino Freire-MA, até aparecer mais um ponto negativo do candidato.

Como não podia fugir a regra geral, alguém muito ligado a Zé Leandro (PTdoB) anda queimando a sua imagem no município, trate-se do próprio filho.

Vários profissionais que trabalham na campanha do candidato, como também parte da equipe de coordenação está com o “Chefinho” atravessado na garganta, por conta de vários defeitinhos como: arrogância, egocentrismo, e falta de conhecimento politico do rapaz, que é responsável pelas finanças da campanha, e pelo visto não gosta de meter a mão no bolso, tão pouco, valorizar os serviços de ninguém, seja qual for o cargo.

Tivemos a oportunidade de acompanhar uma negociação onde o “chefinho” pão duro, tentava contratar os serviços de uma domestica e um vigia, este ultimo contava com capacitação técnica (Curso de vigilante), na negociação fora oferecido o super-salário mensal de R$ 250,00 (Duzentos cinquenta reais) para cada um,  e não adiantou a coordenadora de campanha dizer, que isto pegaria mal para a campanha do seu pai Zé Leandro (PTdoB), o jovem não cedeu, mesmo sabendo que o valor do salário mínimo vigente no país é de R$ R$ 622,00 POR MÊS, R$20,73 POR DIA, R$ 2,83 POR HORA.

Pelo visto, o rapaz se preocupa de mais com o patrimônio da família, para se importar com os anseios de Vitorino Freire-MA, se ele o “Chefinho” tem a cara de pau de oferecer o super-salário de R$ 250,00 a dois profissionais em plena campanha, imagine se o pai chegar a ser eleito, quanto ele vai pagar aos servidores vitorinenses?

Eis um grande motivo para o candidato, a coordenação e eleitores do grupo “Jacaré” se preocuparem, pois se a carruagem continuar andando assim, os “70” poderão se reduzirem a apenas míseros “7”, pois é plantando que se colhe!

Aguarde o próximo episódio da novela, onde contaremos o motivo da debandada de alguns lideres, profissionais e eleitores vitorinenses rumo aos braços da oposição.

Um comentário:

  1. Isso é conversa de cururú desesperado. É 70 neles.

    Ah, publica aí, pq o outro vc não publicaste...

    ResponderExcluir

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!