12 de junho de 2012

Flávio Dino vai apoiar Edivaldo Holanda Jr a prefeito de São Luís-MA

Roberto Rocha (PSB) Edivaldo JR (PTC) Flávio Dino (PCdoB)

O presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), anunciou oficialmente ontem (11), durante entrevista coletiva na sede de seu partido, que o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC) será o candidato do PCdoB à Prefeitura de São Luís. A decisão foi tomada após uma reunião realizada no último sábado (9), entre os pré-candidatos Edivaldo Holanda Júnior, Eliziane Gama (PPS), Tadeu Palácio (PP) e Roberto Rocha (PSB).

Durante a coletiva, Flávio Dino falou, emocionado, sobre a morte do filho, o estudante Marcelo Dino, de 13 anos. Marcelo morreu em 14 de fevereiro deste ano, após sofrer uma crise aguda de asma e ser socorrido num hospital de Brasília. Flávio Dino acusa o hospital de negligência.

Dino afirmou que fez um pedido particular ao candidato Edivaldo Holanda Júnior, para que, se eleito, trabalhasse pela saúde de São Luís, a fim de impedir que nenhum paciente morresse por falta de atendimento médico.

Segundo Flávio Dino, várias discussões aconteceram até que se chegasse ao nome do pré-candidato do PCdoB. Ele disse que foram meses de conversas entre vários partidos e seus prováveis representantes ao cargo de prefeito de São Luís, e revelou que pesquisas quantitativas, qualitativas e de agregação política foram os critérios utilizados para a decisão final.

“Um dos principais itens avaliados nas pesquisas foi o perfil do candidato desejado pela população, que anseia pela mudança, por um nome novo, que traga um discurso da renovação. O candidato Edivaldo Holanda Júnior tem a menor rejeição e o maior potencial de crescimento entre os postulantes. Por isso, ele é o nosso candidato e o da oposição às oligarquias. Juntos, vamos trabalhar pela democracia, pelo diálogo e por um governo mais popular, voltado para os mais pobres”, declarou Flávio Dino.

De acordo com Edivaldo Holanda, o momento é de comemoração pela coligação partidária entre PCdoB, Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Trabalhista Cristão (PTC) e Partido Socialista Brasileiro (PSB), entre outros. O pré-candidato afirmou que o seu projeto é coletivo e não pessoal. “Vamos trabalhar a mudança e a renovação de velhas práticas políticas, as quais a sociedade ludovicense não aceita. A minha gestão primará por transparência e ética, onde a corrupção não terá espaço. Vou trabalhar por um governo que contemple os mais necessitados, além da implementação de uma gestão moderna e aberta ao diálogo.

Independente de qualquer coisa, vamos procurar e lutar até o fim pelo apoio do ex-prefeito Tadeu Palácio e da deputada estadual Eliziane Gama. Porém, se isso não for possível manteremos a linha pacífica que sempre adotei em minhas campanhas, sem agressão ou polêmica aos outros candidatos”, disse ele.

Estiveram presentes na coletiva e demonstraram apoio à escolha de Flávio Dino o presidente municipal do PSB, Roberto Rocha; o deputado federal Weverton Rocha, o presidente estadual do PDT, Julião Amim; o deputado federal Domingos Dutra (PT), entre outras lideranças políticas.

O candidato escolhido pelo grupo oposicionista é filho do ex-deputado Edivaldo Holanda. O jovem líder cristão foi eleito, em 2008, vereador de São Luís e na ocasião obteve 10 mil votos – considerada a maior votação. Em 2010, disputou uma vaga na Câmara Federal, onde obteve mais de 76 mil votos, garantindo uma vaga na bancada maranhense no Congresso Nacional.

Fonte: Jornal Pequeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!