25 de abril de 2012

Profissionais da imprensa de Bacabal realizam ato de repúdio


Os profissionais de imprensa da cidade de bacabal realizaram na manhã desta quarta-feira, 25, um ato de repúdio à morte do jornalista Décio Sá.


Décio Sá foi morto na noite de segunda-feira, 23, no restaurante Estrela do Mar na Avenida Litorânea, em São Luís. Um pistoleiro ainda não identificado disparou seis tiros contra o jornalista. Os tiros atingiram as costas e a cabeça de Décio Sá que morreu na hora.


Em Bacabal, os profissionais de todos os veículos de comunicação e dos carros e bicicletas de som volante se reuniram na praça da igreja Matriz, Santa Teresinha.


Todos repudiaram o que consideram uma tentativa de calar a voz da imprensa investigativa. Os profissionais fizeram uma oração e depois produziram um documento que vai se enviado para  Câmara Municipal de Bacabal e órgãos de segurança do Estado.

Nota de Repúdio

A classe da Imprensa bacabalense, que reúne jornalistas, apresentadores, repórteres, blogueiros, proprietários de carro de som, bike som, etc, representados por todas as pessoas que fazem a notícia em Bacabal e região vem através deste documento pedir providências à Justiça maranhense e brasileira na resolução do caso em que tiraram covardemente a vida do jornalista e blogueiro Décio Sá. O ato foi covarde, tiraram a vida, mas não vai calar a voz de todo um povo. Queremos que os poderes deste Estado mudem a realidade, onde internacionalmente o Brasil é o 11º país em que morrem jornalistas e nada é feito para a elucidação dos fatos. Na certeza de vermos a justiça deste Estado dar uma resposta positiva a toda classe jornalística e à população maranhense. Assinamos. 

Fonte: Louremar Fernandes


Fotos: Cuxá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!