28 de abril de 2012

Presidente da comissão dos “Direitos Humanos” da OAB/MA ataca Décio Sá depois de morto


Antônio Luís Pedrosa dos "Direitos Humanos" da OAB/MA

Se o presidente da OAB/MA não vier de público esclarecer qual é de fato a posição da Ordem dos Advogados do Brasil do Maranhão, ficará evidente que concorda em número, gênero e grau com que seu representante dos “Direitos Humanos” declarou em seu blog.

Ficando, mais que evidenciado, que a OAB/MA considerou indigno apenas o assassinato do jornalista Décio Sá, assim como qualquer outro (não considerou a covardia nem a crueldade), mas que sua morte não foi tão ruim para a sociedade.

Que não entre na seara em debater sobre interpretação de texto… Assim espero, haja vista que as palavras escritas pelo Dr. Pedrosa não deixam dúvidas sobre seu pensamento diante do ocorrido.

 Vamos ao texto do “Doutor Pedrosa”:

O crime contra Décio Sá deve indignar como deve indignar qualquer crime, (Aqui o autor diz que qualquer assassinado indigna a sociedade, seja de que forma for – banaliza) sem fundamento em nenhum espírito de corpo, ou privilégio que esconda as mazelas do jornalismo marrom,(Nesse trecho, o autor desqualifica a vítima e o coloca a margem da sociedade, além de que ele seria alvo de muitas pessoas por usar um jornalismo marrom, ou seja, canalha) Não derramei lágrimas de crocodilo no velório, no qual não aceitaria confortavelmente comparecer. Sempre discordei dessa linha de jornalismo, que, no Estado, é composta por um pequeno número de gorilas diplomados. (Nesse trecho o “Doutor” Pedrosa deixa claro que a morte do jornalista Décio Sá foi uma benção para a coletividade e até para ele mesmo, que já teria sido citado no blog do Décio Sá).
Não me surpreenderia se ao cabo das investigações se descobrissem motivos bem menos nobres para o assassinato. Esperamos que não. (seu desfecho é de quem menospreza a vítima).

Apenas uma pergunta: Será que o “Doutor” Pedrosa esqueceu seus conhecimentos sociológicos, psicológicos, teológicos e filosóficos, como representante dos Direitos Humanos de uma das instituições mais respeitas desse país? Ou devemos acreditar que suas palavras foram movidas pelo ódio, rancor e insensatez, por não gostar da pessoa do jornalista Décio Sá… Não acredito que a OAB/MA, uma entidade séria comungue com essa linha de pensamento de um de seus membros.

Para mim foi uma surpresa, pois sempre vi no Dr. Pedrosa equilíbrio, mas com essa sua declaração infeliz, ele se perdeu no próprio princípio dos Direitos Humanos…

Ora bolas!!! O Doutor Pedrosa usou de argumentos de uma tese de um advogado de acusação para atingir o réu e, assim persuadir os jurados… Levando-o para a cadeia.

Mas ele esqueceu que o jornalista Décio Sá é que foi a vítima de um assassinato brutal e covarde!!!

É preciso a OAB/MA rever seus conceitos urgentemente e repará-los, caso contrário ficará as palavras do Doutor Pedrosa valendo como se fosse a voz da Ordem dos Advogados do Maranhão.

Fonte: Caio Hostílio

Um comentário:

  1. Eu acho que a sua análise do comentário do Dr. Pedrosa foi totalmente distorcida. Ele não desqualificou o crime, apenas disse que um assassinato, independentemente de quem seja, deve chocar a sociedade da mesma forma. E eu concordo com ele, afinal se fosse outra pessoa ao invés de Décio Sá o crime teria menos importância? Não deveria, mas teria! O que ele disse também é que não vai santificar algúem apenas pelo fato de sua morte. É fato conhecido e amplamente divulgado que o jornalismo que o finado Décio fazia passava a largos da ética e da honestidade. Escrevia para quem pagava, sem falar na associação com a família Sarney.

    ResponderExcluir

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!