14 de abril de 2012

Polícia apreende 94 caça níqueis


A Polícia Civil do Maranhão, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério Público estadual, deflagraram na manhã de ontem, 13, uma operação de busca e apreensão de equipamentos eletrônicos e programas de computadores que compõem máquinas caça-níqueis utilizados em jogos de azar.

Participaram da ação mais de trinta policiais civis entre investigadores e delegados da Superintendência de Polícia Civil da Capital, (SPCC), do Interior (SPCI), da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e de Delegacias do interior do estado. Além do apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público do Maranhão.

A Operação Caça Níqueis é resultado de investigações e monitoramento da polícia no intuito de identificar estabelecimentos comerciais com uso e prática de ações delitivas envolvendo jogos de azar.

Os mandados de busca e apreensão criminal dos equipamentos foram emitidos pela juíza Ana Célia Santana da 5ª Vara Criminal da Comarca de São Luís com base na incidência penal do Decreto Lei nº 3.688/41 que trata das contravenções penais.

Em São Luís, as incursões focaram em postos de combustíveis, bares, restaurantes e lanchonetes localizadas na Rodovia BR-135. Já no interior do estado, as ações deflagradas aconteceram nas cidades de Itapecuru, Zé Doca, Alto Alegre, Peritoró e São Mateus.

Ao todo, foram apreendidas 94 máquinas caça níqueis, sendo 22 na capital e 72 no interior; aparelhos de DVD; CDs; computador; frigobar e ar-condicionado. Oito pessoas, sendo duas em Itapecuru, cinco em Zé Doca e outra em Alto Alegre, foram conduzidas às respectivas delegacias distritais.

Sete destes assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) na Delegacia sendo liberados em seguida. Irão responder pela contravenção penal à Justiça em liberdade. Já em Alto Alegre, uma pessoa ainda não identificada foi detida na posse de 01 espingarda calibre 12 e 01 rifle. Ele foi preso em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo. Segundo a Polícia Civil, todos os equipamentos serão submetidos a perícia criminal para, depois, ser incinerado.

Fonte: Neto Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!