17 de outubro de 2011

Morre aos 90 anos o ex-deputado Vitor Trovão


Faleceu às 15h de ontem (16) Domingo, o ex-prefeito de Coroatá e três vezes deputado federal pelo Maranhão, Vitor Trovão, aos 90 anos.

Vitor Trovão foi deputado federal constituinte. Como empresário Vitão também se destacou principalmente em Coroatá, onde contribuiu muito para o crescimento do município. 

Nascido em Axixá, Vitor Trovão adotou Coroatá como a sua terra natal, onde constituiu família. Casou-se com D. Iomar (já falecida) e teve quatro filhos: Vitinho, Mazinha, Teresa e César, que lhe deu vários netos.
Vitor Trovão sempre foi muito querido pelos coroataenses, por isso sempre dizia que lá seria o seu local para o descanso eterno, ao lado da sua esposa Iomar Trovão.

A partir das 17h de ontem, iniciou-se o velório, no Largo de Santo Antonio, Pax Brasil. Às 21h. Seu corpo seguiu para Coroatá, onde continuará sendo velado, no Jordão. Seu sepultamento acontecerá, às 17h de hoje (17), no Cemitério Central.

Como ex-deputado federal por três mandatos, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, colocou o plenário do Legislativo a disposição, para o seu velório. O deputado Ricardo Murad (genro) e a ex-deputada Teresa Murad (filha) agradeceram, mas seguirão o desejo de Vitor Trovão, que sempre pediu um velório simples, como sempre foi a sua vida.

Vitão, como gostava de ser chamado, foi um homem que soube viver a vida, com muita alegria, entre amigos e familiares. Sua vida sempre esteve voltada aos seus filhos e netos, que os tinham como o maior tesouro.

Trovão foi quem lançou o deputado Ricardo Murad na política, o elegendo em 1982 à Assembleia Legislativa. Sempre gostou de discutir política no campo das ideias e gostava de campanhas eleitorais, como a do seu neto, Romulo Augusto, em 2000, que se reelegeu a prefeito de Coroatá.


Vitor Trovão foi apoiado em Olho d’Água das Cunhãs nas eleições de 1978, pelo saudoso líder político José Ribamar da Costa  (Zezico Costa) e concorreu ao cargo de deputado federal, recebendo na ocasião, expressiva votação.

Fonte: Blog do Caio Hostílio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!