14 de julho de 2011

OGX, de Eike Batista, descobre mais indícios de gás no Maranhão

A OGX, empresa do grupo EBX, do empresário Eike Batista, descobriu indícios de gás em mais um poço na bacia do Parnaíba, região onde atua em parceria com a MPX, do mesmo grupo, e na qual anunciaram no ano passado reservas de 15 trilhões de pés cúbicos de gás natural.

A descoberta ocorreu no bloco PN-T-68, no poço 3OGX46DMA em terra.

Para aproveitar o reservatório gigante, a MPX pretende instalar termelétricas no local. Na terça-feira, a empresa obteve licença ambiental para duplicar seu projeto de térmicas ao longo da bacia do Parnaíba, adicionando capacidade para mais 1.859 megawatts e totalizando agora 3.772 megawatts licenciados.

A licença foi emitida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Maranhão (Sema), informou a MPX em um comunicado.

“Com o documento, que atesta a viabilidade ambiental do empreendimento, a MPX duplica a potência do complexo da bacia do Parnaíba”, informou a MPX em nota.

Os blocos na bacia do Parnaíba, no interior do estado do Maranhão, têm ainda a parceria da Petra, que possui 30 por cento do ativo, com a OGX Maranhão ficando com o restante.

Do total que a OGX Maranhão tem no bloco, a MPX tem 33,3%.

(Reuters)
Fonte: Jornal Pequeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!