3 de março de 2011

Chuvas provocam danos e deixam famílias desabrigadas no Maranhão


Cerca de 10 mil pessoas estão desabrigadas nas cidades de Trizidela do Vale e Pindaré Mirim - distantes 280 quilômetros de São Luís - por causa da cheia do Rio Mearim, que corta o Maranhão. Desde que o rio começou a transbordar, no domingo, atingiu a marca dos seis metros de cheia.

Uma operação de resgate com quarenta veículos e quase 100 pessoas foi montada para retirar os desabrigados das áreas mais baixas das cidades. Escolas, galpões e imóveis alugados pelas prefeituras estão sendo usados como abrigos.

Além do Mearim, pelo menos mais dois rios que cortam o Maranhão também transbordaram: o Grajaú, que subiu quatro metros, e o Tocantins, que já está oito metros acima do nível normal. As águas atingiram as cidades de Grajaú, Imperatriz, Marajá do Sena, Igarapé Grande, Bacabal, Codó, Bernardo do Mearim e São Luís Gonzaga. Há informações de que Marajá do Sena, distante 400 km de São Luís, estaria ilhada.


Fonte: Jornal Pequeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!