10 de fevereiro de 2011

Unidade de resfriamento de leite será inaugurada sexta-feira em Olho d’Água das Cunhãs

Secretário de Agricultura Seu Valter Amâncio
Uma parceria entre a Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural (AGERP-BAC), Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (SAGRIMA), Secretaria Municipal de Agricultura e Prefeitura Municipal de Olho d’água das Cunhãs-MA, resultou na implantação da unidade de resfriamento de leite da cidade, onde os órgãos conseguiram um Tanque com capacidade de 3.000 (Três mil litros de leite). O Secretário de Agricultura Manoel “Valter Amâncio” Castro, nos informou, que, foi uma batalha intensa até o êxito no projeto, pois o mesmo teve que viajar diversas vezes em busca de resultados positivos, para enfim, o município ser agraciado com a unidade de resfriamento. O prefeito José Alberto Azevedo (Vei do Limão) participou ativamente do projeto ao lado do secretário de agricultura. “Convidamos nossa população para inaugurarmos uma obra de grande importância para nosso município, a tão sonhada UNIDADE DE RESFRIAMENTO DE LEITE, mais uma vitória desse governo de todos” disse: José Alberto (Limão). A inauguração acontecerá na próxima sexta-feira as 10h00min da manhã, na Rua Marcos Passos, próximo a Praça da Serraria. Outras inaugurações deverão acontecer na mesma data, pois várias escolas receberam reformas, algumas pontes que ligam a sede do município aos povoados, também estarão prontas e deverão ser inauguradas.

Um comentário:

  1. Trata-se de aquisição muito importante. Quem conhece a região sabe que Olho d'Água tem grande potencial no ramo da pecuária leiteira. Uma leitura superficial dos relatórios de Zoneamento Econômico-Ecológico da microrregião do Médio Mearim revela que quase todos os munícipios da referida área são favorecidos com condições climáticas e topográficas excelentes para a criação de gado bovino. No que concerne ao gado de leite, este se reveste de importância ainda maior, posto que sua exploração econômica seja mais factível ao pequeno e micro-produtor rural. Se Olho d'Água ainda não figura como grande produtor de leite e derivados, a culpa é da ausência de políticas públicas locais de incentivo ao setor, não sabendo cativar os produtores menores que, culturalmente, têm tido predileção pelo gado de corte. O atual secretário municipal foi muito feliz em levantar esta bandeira. Espero que o mesmo tenha a sensibilidade de entender que a aquisição do equipamento é apenas um elo de um ciclo produtivo que ainda custará muito empenho (e recursos) para ser fechado... Instituições de fomento ao setor, como o BASA e o BNB podem ajudar neste ponto.

    ResponderExcluir

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!