31 de agosto de 2010

UEMA abre vagas visando empregos na área de petróleo e gás natural no Maranhão


A Universidade Estadual do Maranhão (Uema) abriu inscrições para o preenchimento de vagas dos cursos de Especialização em Engenharia de Campo (SMS) e Especialização de Engenharia de Planejamento, oferecidos pelo Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp). As inscrições poderão ser feitas até o dia 12 de setembro.


O Prominp tem o objetivo de qualificar mão-de-obra, visando atender a demandas da indústria nacional de petróleo e do gás natural. Ao todo serão ofertadas 27.915 vagas, em 13 estados, para cursos gratuitos em categorias profissionais em três níveis: básico, médio, técnico e superior. O processo seletivo será executado pela Fundação Cesgranrio.

No maranhão serão oferecidas 604 vagas. Para os cursos de Especialização em Engenharia de Campo (SMS) e em Engenharia de Planejamento estarão disponíveis 30 vagas para cada um. Estes cursos serão ministrados no Centro de Ciências Tecnológicas, Campus Paulo VI-São Luís.

As demais vagas estão distribuídas nas seguintes categorias profissionais: Pintor; Encanador Industrial, Eletricista de Força; Eletricista Montador; Topógrafo; Assistente de Logística e Profissional de Suprimentos.

O Programa disponibiliza um auxílio financeiro destinado a cobertura de gastos durante o curso, que varia em conformidade com os níveis profissionais. Para o básico, o valor é de R$ 300,00; médio chega a R$ 600,00; e para o nível superior, R$ 900,00.

No Maranhão há dois postos de credenciamento sendo um em São Luís, localizado na Microlins - Rua Oswaldo Cruz. O segundo é no município de Bacabeira (DSNET.COM, Av. Humberto de Campos, Centro). Os interessados podem se inscrever pela internet no site do Prominp (www.prominp.com.br), ou no site da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.com.br)

Prominp

O Prominp é um projeto do Governo Federal, sob a responsabilidade do Ministério de Minas e Energia, coordenado pela Petrobras. Visa fazer frente à necessidade de pessoal qualificado para o setor de petróleo e gás natural. Para isso, o Plano capacita milhares de profissionais em vários estados do país (onde existem empreendimentos do setor de petróleo e gás), por meio de cursos gratuitos de nível básico, médio, técnico e superior, em mais de 175 categorias profissionais, ligadas às atividades do setor.

Desde 2006, quando foi criado, o programa já realizou quatro ciclos de cursos.

As informações são da Secom do Estado.

Colaboração: Rafael Henrique

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O usuário é responsável pela repercusão do comentário!