15 de junho de 2017

Integrante do Cidade Negra é condenado pela Lei Maria da Penha

Após assistir a reportagem do ‘Fantástico’ no domingo, a técnica de áudio, Marcele Simeão decidiu contar sua história. Marcele foi casada com o baixista do Cidade Negra, Bino Farias. Durante os 17 anos de casamento, ela foi agredida pelo marido. O casal teve duas filhas, atualmente com 11 anos e 20 anos.

“Foram 17 anos de agressões físicas, psicológicas e patrimoniais. Eu espero que o meu depoimento possa auxiliar principalmente na prevenção de casos como o meu. O meu desejo é que outras mulheres e suas famílias não carreguem as mesmas marcas de violência”, desabafa Marcele.

Uma ameaça de morte do músico em 2014 desencadeou a última ocorrência que deu origem ao processo de número 0046409-38. 2014.8.19.0002 —ao qual a coluna teve acesso — e a separação definitiva do casal. 

No último dia 26, o juiz André Luiz Cidra, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Niterói, concluiu a condenação do músico pela Lei Maria da Penha. O baixista do grupo Cidade Negra foi condenado a dois anos de serviços comunitários, no montante de sete horas semanais e comparecimento mensal ao juízo no primeiro ano e bimestral no segundo. O músico foi condenado ainda ao pagamento das custas judiciais e poderia ter sido condenado a um mês e cinco dias de detenção se não fosse réu primário.

A advogada da vítima considera esta uma vitória importante. “Em dois anos de processo, nenhum recurso foi admitido. A maior dificuldade que a Lei Maria da Penha ainda encontra é na hora do registro de ocorrência e muitas vezes exige a presença de um advogado”, explica Ana Bernadete, especialista em Direito de Família.

A diretora do Movimento de Mulheres de São Gonçalo e Pesquisadora da Fiocruz, Rita Costa, que acompanha o caso comemora o resultado. “Quanto mais mulheres tiverem coragem de quebrar o ciclo de violência e relatar sua história, teremos menos riscos de morte por violência doméstica. Vale ressaltar que a partir da condenação ele não é mais réu primário”.

Fonte: O Dia/Léo Dias

14 de junho de 2017

Fiscalização nas rodovias federais será reforçada até domingo (18)

Até o próximo domingo (18), equipes estarão nas principais rodovias do País para reduzir o número de acidentes e conscientizar motoristas.

A Polícia Rodoviária Federal inicia nesta quarta-feira (14) a Operação Corpus Christi 2017. Até o próximo domingo (18), o policiamento será reforçado nas BR’s de todo o País.

A operação, com o objetivo de reduzir o número de acidentes de trânsito, vai contar com 2.083 viaturas, 1.056 motocicletas, 2.411 aparelhos etilômetros (o bafômetro) e 396 radares portáteis.

Em alguns postos, a PRF vai convidar condutores a assistir vídeos que mostram comportamentos inadequados no trânsito.

Para os motoristas que forem pegar estrada, as dicas da Polícia Rodoviária são: dormir uma boa noite de sono antes de pegar a estrada; fazer a revisão no veículo; manter uma distância segura do veículo à frente; usar o cinto de segurança; e ligar os faróis.

9 de junho de 2017

Homens viajam pendurados nos caminhões na BR 316, em Bacabal-MA

A equipe do Mearim Net, fez alguns flagras de viajantes malabaristas, que se agarram aos caminhões e seguem viajem sem o conhecimento dos motoristas.

Um dos "viajantes" seria morador do Bairro Santos Dumont, conhecido apenas como Chico, que supostamente sofre com problemas neurológicos (esquizofrenia), como informou uma vizinha.

Outro homem não identificado, viaja agarrado na traseira de um caminhão baú, que transporta produtos frios.

Num flagrante mais "quente" um homem é transportado na carroceria de um caminhão, junto ao que parece ser material de construção, e faz movimentos de um "equilibrista". Neste caso, o motorista parceria ter conhecimento do transporte ilegal, mas provavelmente não viu o ousado malabarismo realizado pelo homem. O trecho da Rodovia Federal é uma verdadeira tábua de pirulito, tamanha a quantidade de buracos. (Veja à foto).

Os três flagrantes, aconteceram nas proximidades de Bacabal, sendo dois, adentrando a cidade, depois do Posto da PRF desativado, e outro próximo ao Povoado Bambu (Bacabal).

Nas três situações, o risco de acidente é eminente, e caso ocorra pode ser fatal.

Chamamos atenção dos órgãos de fiscalização, para inibir tais aventureiros e punir no rigor, quem descumpre às Leis de transporte de passageiros, caso sejam coniventes.

Nossa equipe, avisou os caminhoneiros sobre os passageiros "parasitas" agarrados nos caminhões e informou ao motorista sobre o malabarista da carroceria.

Veja o vídeo do homem se arriscando em cima de um caminhão em movimento:
video
Com à palavra, às autoridades de trânsito de Bacabal-MA.

7 de junho de 2017

Sousa Neto cobra transparência e aplicação dos impostos no Maranhão

O deputado estadual, Sousa Neto (PROS), cobrou seriedade e transparência na aplicação dos recursos provindos das altas taxas de impostos, aplicados pelo Governador Flávio Dino (PCdoB), ao povo do Maranhão.

O parlamentar insiste no investimento do governo, nas áreas esquecidas como, segurança pública, saúde, esporte e educação.

Na manhã de hoje (07), o deputado foi taxativo na tribuna da Assembleia Legislativa ao lembrar sobre o Projeto de Emenda de Lei, de autoria do deputado Raimundo Cutrim (PCdoB), que obriga o comparecimento de secretários estaduais na Assembleia, a cada 06 meses para prestação de contas. Defendeu ainda a publicação dos gastos do governo.

O deputado contradisse os números dos comunistas, no tocante à fuga de presos em pedrinhas. Segundo ele, o Palácio do Leões informou 29 fugitivos, mas seriam aproximadamente 50, que empreenderam fuga.

Ao retornar à Tribuna, pediu ao secretário de Esporte e Juventude, Márcio Jardim, que volte sua atenção, aos atletas maransenses, que se obrigam a vender "água no sinal" para bancar viagens e assim participar das competições, país a fora, tendo em vista, que os mesmos nada recebem do "governo de todos nós".

Sousa Neto, solicitou através de requerimento, os valores dos recursos destinados ao esporte e juventude.

Externou indignação com o abandono dos comunistas ao povo maranhense:

"O governo do Maranhão, virou um caos administrativo", finalizou, o parlamentar.

Loira Ostentação de Imperatriz que supostamente vende réplicas é intimada

Brunna Berredo, dona da boutique Super Grifes, em Imperatriz, vem ficando famosa por vender gato por lebre. São várias as reclamações de que a bela empresária passa réplicas e tréplicas por roupas de grifes. Bastante assediada, a loira tem um amplo círculo de amizades com autoridades, tendo alguns "muy amigos", como um secretário estadual que já foi deputado federal e um professor que é deputado estadual e foi candidato a prefeito.

O empresário, do ramo de revendedora de automóveis pediu para não ser identificado pelo Blog do Luis Cardoso, mas registrou hoje um BO contra a loira, alegando que comprou R$ 5 mil em roupas de grife e recebeu mulambos. Parte do dinheiro ele já recebeu, mas que que dívida seja quitada por inteiro.
A loira, que ostenta carros importados e só anda na alta, é acusada de inventar que compra as roupas em Miami, mas foi descoberto agora que as peças são fabricadas e um galpão de 5ª categoria em Fortaleza. Abaixo a cobrança de uma das vítimas:
Fonte: Blog do Luís Cardoso

PM-MA prende suspeito de roubar smartphones em Olho d'Àgua das Cunhãs

Uma guarnição da PM-MA, composta pelo Sargento-PM Alberto, SD-PM Albuquerque e Laione e liderada pelo Sub-tenente-PM Pinheiro, cumpriu mandado de prisão em desfavor de Paulo Ricardo Ferreira, (vulgo Maurílio), suspeito de subtrair smartphones em Olho d'Àgua das Cunhãs-MA. A prisão aconteceu no início da manhã de hoje (07), na residência do suspeito, no Bairro Santo Antônio (Invasão da CAEMA).

Com o homem, foram encontradas armas (Facão e espingarda), supostamente usadas para facilitar os crimes, além de um motocicleta, Honda Titan, de cor preta. Segundo à polícia, o veículo foi adulterado.
A senhora Maria de Sousa e demais populares seriam vítimas do conduzido.

Paulo Ricardo (Maurílio), foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde será ouvido pela autoridade policial.

A prisão do jovem, é uma reposta da polícia e da justiça, respectivamente, aos inúmeros roubos de celulares no município. Outros suspeitos de tais práticas, deverão seguir o mesmo caminho do citado.

Presos em Bom Lugar e Paulo Ramos suspeitos de ataques a bancos

Uma operação desenvolvida pela Polícia Civil do Maranhão apresentou na tarde desta terça-feira (06), por volta das 15:00hs, no auditório da Secretaria de Segurança Pública (SSP), três acusados de participarem de um ataque a uma agência bancária do Bradesco, no município de Paulo Ramos. Nesta ação foram presos em Paulo Ramos e Bom Lugar, os acusados Josimar Santana Pinto, 33 anos; Josué da Silva Sousa, 39 anos e José Augusto dos Santos, 46 anos. Além destes, outros dois suspeitos já foram identificados e pedido o cumprimento de mandado de prisão à Justiça.

A operação desenvolvida pela Polícia Civil do Maranhão em ação direta da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), retirou de circulação três pessoas envolvidas com ataques às instituições financeiras no Estado. As investigações que culminaram com a prisão do grupo partiram após um ataque a uma agência bancária do Bradesco no município de Paulo Ramos. O crime ocorreu no dia 31 de maio, de 2017. As informações dão conta que o grupo criminoso sequestrou no dia anterior ao ataque (30), um funcionário da agência do Bradesco. No dia seguinte a quadrilha se deslocou para o banco com o funcionário. Em seguida o bando arrombou a agência e ao se dirigirem ao cofre, o alarme da agência bancária disparou. Posteriormente, os criminosos fugiram sem efetivarem o roubo. Os bandidos ao fugirem, deixaram o material usado na ação criminosa.
O Departamento de Combate a Roubos às Instituições Financeiras (DECRIF), que integra a SEIC, iniciou as investigações da ação criminosa, onde resultou a prisão dos envolvidos. O grupo após investigações, está sendo responsável de integrar uma quadrilha envolvida em roubo a banco. Eles utilizavam um maçarico para abrir os cofres e caixas eletrônicos, das instituições financeiras.

Investigações pela Polícia Civil resulta na prisão de criminosos

Durante a coletiva na SSP, o Superintendente da SEIC Tiago Bardal explicou, que “O bando realizou a ação criminosa usando de violência contra o funcionário do banco. Eles sequestraram o funcionário no dia anterior ao ataque à agência do Bradesco. No outro dia, a quadrilha se dirigiu para a agência bancária com o funcionário do banco, arrombaram a agência, mas ao se dirigirem ao cofre, o alarme disparou, os impedindo de completar o ato criminoso. As investigações prosseguiram por conta da equipe da Seic, resultando na prisão dos três envolvidos nos municípios de Paulo Ramos e Bom Lugar. Outros dois partícipes desta ação criminosa já foram identificados. Na oportunidade fora pedido o mandado de prisão dos mesmos”, ressaltou o superintendente da SEIC.

O Secretário de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela reiterou durante a coletiva, que “Um dos criminosos que integra a quadrilha, conhecido como Josimar Santana Pinto, era vigilante da agência bancária do Bradesco da agência de Paulo Ramos. Ele teria repassado as informações para o resto da quadrilha. O outro envolvido, o José Augusto tem um Mandado de Prisão pela Comarca de Macapá por envolvimento ao crime de estelionato. Os criminosos precisam ter a sua trajetória investigada, no sentido de descobrir, se outras agências atacadas, não contou com a participação do grupo criminoso.

Após a prisão, os acusados foram ouvidos pelos delegados da SEIC e encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Mauro Wagner – ASCOM/SSP

Jobson ex-atacante do Botafogo/RJ, volta à prisão após acidente



A fase do atacante Jobson, ex-Botafogo e Bahia, não é das melhores. Depois de agredir um árbitro durante torneio de futebol amador no Pará e se envolver em acidente de carro que terminou com a morte do seu cunhado, o jogador voltou à prisão na noite desta segunda-feira por determinação da Justiça.

As informações são do jornal "Diário Online". Jobson foi detido em junho de 2016 sob a acusação de estupro de quatro adolescentes, mas ganhou liberdade provisória três meses depois após pagar fiança de R$ 22 mil - o processo foi instaurado no Pará e depois encaminhado para o Tocantins, já que a chácara onde os crimes teriam acontecido está localizada em Couto de Magalhães, município tocantinense.

A audiência que definiu o retorno do atleta à cadeia aconteceu na cidade de Colméia, distante 206 km da capital Palmas. As medidas cautelares da liberdade provisória estabeleciam, além da fiança, a proibição no uso de bebidas alcoólicas e drogas, e não poder frequentar bares ou boates, tendo que permanecer em casa no período entre 19h e 6h.

Acidente com morte

Apesar de todas as determinações da Justiça, Jobson se envolveu em um trágico acidente de carro na rodovia TO-080, na última sexta-feira, no oeste do Tocantins. No incidente, o cunhado do ex-jogador do Botafogo morreu e outras três pessoas ficaram feridas.

A Polícia disse não sabe quem dirigia o veículo no momento do acidente, mas que ele pertence ao atacante. Segundo a Secretaria de Saúde do Tocantins, o atleta recebeu os primeiros socorros no setor de acolhimento, mas evadiu do local (fugiu, em outras palavras) sem ser avaliado por um médico.
Jobson está suspenso do futebol profissional desde abril de 2015, por determinação da Fifa , quando se recusou a fazer um exame antidoping após um jogo do Al Ittihad, clube da Arábia Saudita. A suspensão expira de março de 2018 e, por isso, o atleta vem atuando em campeonatos amadores.

No começo de maio, durante jogo da segunda divisão do Campeonato Conceicionense, da cidade de Conceição do Araguaia, no Pará, Jobson acertou o rosto de um adversário e foi expulso. Após receber o cartão vermelho, ele partiu para cima do árbitro e o agrediu, recebendo uma suspensão de 180 dias da competição. O atacante defendia as cores do Cangussu e o duelo era diante do Vila Rio.

6 de junho de 2017

PF aponta desvios milionários na saúde do governo Flávio Dino

Relatório produzido pelo Setor de Inteligência da Polícia Federal – anexado às investigações da Operação Rêmora, 4ª fase da Operação Sermão aos Peixes -, aponta para ininterruptos desvios de recursos federais destinados ao sistema de saúde do Maranhão.
De acordo com o documento, obtido pelo Blog do Neto Ferreira e encaminhado a juíza da 1ª Vara da Justiça Federal, o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC), presidido por Augusto Silva Aragão, iniciou sua atividade delituosa timidamente no governo Roseana Sarney (PMDB) e conseguiu expandir no governo Flávio Dino (PCdoB).

Ressalta-se que estão incluídos nos valores e individualização das condutas acima apenas as informações já presentes no caso SIBA 002-PF-002280-80, ou seja, se trata de valores apurados levando-se em conta apenas as transações financeiras ocorridas no período de 01 de janeiro de 2014 a 28 de junho de 2016”, diz o documento recebido pela juíza federal Claudia Schlichta Giusti.

O Idac estava sendo utilizado para prática de crimes de lavagem de dinheiro do governo, que foi identificado através de saques vultosos em espécie, informado pelo Relatório de Inteligência Financeiro (COAF), de numero 20.629, que chegou alertar sobre diversos pedidos de aprovisionamento de valores nas contas do instituto.

As investigações descobriram que o modus operandi do suposto esquema de desvio de recursos na saúde do governo Flávio Dino decorre de forma semelhante ao que ocorria na gestão da Oscip Bem Viver – Associação Tocantina para o Desenvolvimento da Saúde e da Organização Social ICN – Instituto Cidadania e Natureza.

Trecho do documento aponta, também, que o Governo do Maranhão efetivamente se manteve omisso, no dever de fiscalizar a utilização da taxa de administração que gira em torno de 5% dos recursos mensais repassados ao serviço do Terceiro Setor, termo usado para organizações de iniciativa privada, sem fins lucrativos e que prestam serviços de caráter público.

As investigações aprofundam na tese da existência de participação política, indicações de cargos e contratos aditados para permitir o desvio de verbas publicas federais.
Fonte: Blog do Neto Ferreira

5 de junho de 2017

PM é suspeito de integrar bando de assalto à agências bancárias



Do Blog do Neto Ferreira

As Polícias Militar e Civil do Maranhão apreenderam, na manhã desta segunda-feira (5), 9 armas de fogo e prenderam em flagrante delito 3 indivíduos suspeitos de assalto a banco, entre eles um policial militar, soldado Mailton Pereira Pacheco, em Bela Vista.

A suspeita que eles iriam arrombar agências bancárias na região Pio XII e Bacabal.

Entre as armas estavam, 4 fuzis AR/M4 5.56, 3 pistolas, sendo duas de 9mm e ponto 380, 1 submetralhadora UZI israelense, 1 revólver calibre 38, 3 carregadores de pistola 24/7, rádio comunicador. Além de várias munições de grosso calibre, veículos VW/ Fox prata-placa DJG-9865, veículo Toyota Hilux cd 4×4-prata- placa OIS-1313, veículo Toyota Hilux cdsa a4td – Branca- placa ODT-8104 .

Segundo a PM, na madrugada desta segunda-feira, a guarnição de serviço do DPM/FT/Monção foram informados que haviam elementos em carros tipo camioneta em Bela Vista do Maranhão.

De acordo com relatos, eram assaltantes de banco, foi composto um efetivo de 3 viaturas para verificar, ao chegar ao local identificamos os veículos e os elementos, entre eles o policial militar SD PM Mailton Pereira Pacheco, que portava uma pistola sem registro.

Na ocasião, o militar resistiu a prisão, mas os agentes conseguiram contê-lo.

Os suspeitos afirmaram que não se conheciam, apesar de estarem juntos no mesmo local.

Todos foram encaminhados para a delegacia para que fossem tomadas as medidas cabíveis.

Juíza e amiga são agredidas ao participar de "festinha" com vereadores

Um encontro íntimo entre uma juíza, sua amiga e três vereadores do Município de Piraí/RJ, acabou em baixaria, com agressões e até ameaça de morte em um quarto de hotel, em Brasília/DF. O fato ocorreu no dia 28 de abril, mas somente agora foi divulgado e a juíza pediu para não ser identificada.

A juíza conta que estava no quarto com os vereadores Flávio Banana (PTdoB), Júnior Rocha (DEM) e Paulo César Leandro Simplício (PDT), que estavam em Brasília participando da Marcha dos Vereadores, quando sua amiga foi ao banheiro com o vereador Flávio Banana e ela ficou com os outros dois.

Ao ficarem sós, os vereadores Simplício e Júnior Rocha soltaram a franga e, de roupas íntimas, começaram a se beijar e exigiram que a juíza participasse da troca de beijos. Como ela se recusou, os vereadores ficaram furiosos e partiram para agressão.

Irritado, Júnior a agrediu, desferindo-lhe um tapa no rosto e, em seguida, disse: “Essa menina não está com nada”. Atemorizada a juíza gritou e amiga e Flávio Banana saíram do banheiro para ver o que estava acontecendo, mas a amiga da juíza colocou o vestido e fugiu em disparada.

Durante a confusão, Paulo Simplício se postou na porta do quarto dizendo que ninguém sairia dali, Júnior rebateu dizendo que não havia mais clima para a diversão e saiu, e Flávio Banana, depois de se vestir, meteu a mão na cara da juíza chamando-a de vagabunda e também deixou o quarto.

Como Flávio Banana estava com sua amiga, a juíza o pediu para não deixá-la sozinha com Paulo Simplício, mas ele não a atendeu e saiu, ocasião em que Simplício foi a sua direção, mordeu fortemente sua bochecha e começou a gritar feito louco que ela era belíssima.
Transtornado, Paulo Simplício gritou: “Eu também sou belíssima. Sou a Paloma e você não me conhece”. Em seguida ela foi jogada ao chão e simulou um desmaio, mas Simplício percebeu a jogada e encostou-lhe uma faca no pescoço, dizendo que iria matá-la, beber o sangue e ainda comer a carne dela.

Quando finalmente conseguiu sair do hotel, a juíza encontrou a amiga dela e policiais no saguão. A vítima teve uma hemorragia na glândula parótida e fibrose nos braços, que provocou a perda dos movimentos dos dedos indicador e polegar. O caso foi encaminhado à 5ª Delegacia de Polícia.

Fonte: Jornal Capixaba

2 de junho de 2017

Justiça determina retorno de Carlos Magno ao cargo de secretário em Pio XII

A Justiça determinou nesta sexta-feira (2) a volta de Carlos Magno Gomes Batalha ao cargo de secretário de Economia e Planejamento de Pio XII e o desbloqueio dos seus bens.

A decisão é assinada pelo juiz Felipe Soares Damous que levou em consideração um agravo de instrumento para desfazer a decisão do próprio juiz, tomada no final de abril: “Sendo assim, não me resta alternativa senão exercer o juízo de retratação, próprio do recurso de agravo de instrumento, ante seu efeito regressivo, de modo que revogo integralmente a decisão liminar que decretou o bloqueio de bens dos requeridos e o afastamento do primeiro requerido do cargo de Secretário Municipal de Economia e Planejamento de Pio XII. Determino, portanto, que sejam desfeitos os atos constritivos dos patrimônios dos requeridos, bem como autorizo seja o primeiro requerido reintegrado ao cargo de Secretário Municipal de Economia e Planejamento de Pio XII”.

No final de abril, em decisão liminar o juiz havia determinado o afastamento de Carlos Magno Gomes Batalha do cargo de secretário e o bloqueio dos seus bens por suspeita de irregularidades em processo licitatório para contratação de empresa que iria realizar o carnaval.

Ao analisar o recurso, o próprio juiz que havia determinado o afastamento do secretário, acentua três pontos importantes:

1 - Que o processo licitatório sequer foi concluído;

2 - Que não foi feito nenhum pagamento à empresa acusada no processo;

3 - Que se o Ministério Público tivesse tido o cuidado de investigar antes de propor a ação, ela não teria prosperado, como se vê abaixo:

“Diante desse cenário, entendo que os elementos que pautaram a caracterização do fumus boni iuris, para a concessão da liminar de indisponibilidade de bens dos requeridos e afastamento das funções do primeiro requerido, acabaram por se esvair, tendo em vista que o procedimento licitatório impugnado pelo Ministério Público sequer foi levado a efeito. E o Ministério Público, mesmo antes do ajuizamento da presente ação, em 19 de abril de 2017, teve ciência do cancelamento da adesão à Ata de Registro de Preços N° 004/2017 do Município de Igarapé do Meio, que tinha por objetivo a realização das festividades de carnaval no Município de Pio XII."

“Ademais, reforçando essa circunstância relativa ao cancelamento do procedimento licitatório, vieram as informações da agência do Banco do Brasil desta Comarca demonstrando a ausência de qualquer pagamento pelo Município de Pio XII referente aos serviços para realização do carnaval, tanto à empresa quanto ao seu proprietário. Ressalto que essa providência (solicitação de informações ao banco) também poderia ter sido realizada pelo órgão ministerial antes do ajuizamento desta ação, como é comum em outros processos administrativos que ali tramitam.”

1 de junho de 2017

Vereadora é flagrada na cama com marido de amiga e leva taca



Do Blog do Eudes Félix

A vereadora Indira Pereira, da cidade de Ipueiras, com pouco menos de 37.862 habitantes no interior do Ceará, foi flagrada com o marido de uma amiga na cama, após uma comemoração.

Segundo informações, a festa acontecia na casa da mulher traída, que teve que se ausentar para resolver um problema. Ao voltar, presenciou a cena e partiu para a agressão, contra sua então amiga Indira, e ao esposo apenas agressões verbais.

 Enquanto a amiga da vereadora soltou o verbo contra o adúltero, Indira, com o rosto inchado das porradas que levou, assustada vestia a calcinha. A esposa gravou um vídeo do momento que pegou no flagra e vazou na internet.

31 de maio de 2017

Delegado que abriu inquérito sobre Teori Zavascki é morto em SC

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

delegado Adriano Antônio Soares, da Polícia Federal do Rio de Janeiro, foi assassinado na madrugada desta quarta-feira em Florianópolis, após troca de tiros em uma casa noturna na capital catarinense. Soares foi o responsável pela abertura de inquérito para apurar a morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), falecido na queda de um avião em janeiro.

O delegado e o colega Elias Escobar estavam em Santa Catarina para participar de um curso de capacitação interna da Polícia Federal. Após a abertura da investigação sobre a morte de Teori, colocada por Adriano Soares sob sigilo, esta foi transferida para Brasília, presidida por outro delegado. Soares chefiava a delegacia de polícia em Angra dos Reis e Escobar, em Niteroi, ambas no litoral fluminense.

Responsável pela investigação, o delegado Ênio de Oliveira Mattos aponta que o conflito se iniciou com “uma discussão banal que evoluiu para troca de tiros” entre os dois agentes e uma terceira pessoa, que encontra-se internada.

A Polícia Federal e a Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) emitiram nota lamentando o ocorrido e prestando condolências a familiares e amigos. Teori Zavascki, que era relator da Operação Lava Jato na corte, faleceu em 17 de janeiro, após a queda de um avião que transportava ele e o empresário Carlos Alberto Filgueiras, proprietário do grupo Emiliano, para a cidade de Paraty (RJ).

Posicionamento da PF

A Polícia Federal lamenta a morte de dois delegados, ocorrida na madrugada de hoje (31/05) em Florianópolis/SC. Os dois atuavam em Angra dos Reis e Niterói, respectivamente, e estavam na cidade participando de uma capacitação interna.
O falecimento dos policiais decorreu de uma troca de tiros em um estabelecimento na capital catarinense.

Neste momento de imensa tristeza, a Polícia Federal expressa suas condolências e solidariedade aos familiares e amigos enlutados.

Sobre informações que relacionam um dos policiais mortos à investigação do acidente aéreo que vitimou o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, a PF esclarece que o inquérito que apura o caso encontra-se em Brasília/DF, presidido por outro delegado, e apenas foi registrado em Angra dos Reis, local do fato.

Fonte: veja.com

30 de maio de 2017

VEJA: Auditoria não encontra atos ilícitos de Lula na Petrobras

Por Ernesto Neve/Revista Veja

A auditoria independente KMPG informou ao juiz Sergio Moro que não encontrou indícios de corrupção do ex-presidente Lula na Petrobras. A empresa auditou as contas da estatal entre 31.12.2006 e 31.12.2011.

“Em resposta ao ofício supra, a KPMG Auditores Independentes vem, respeitosamente, à presença de V.Exa, esclarecer que, durante a realização de auditoria das demonstrações contábeis da Petrobras, que abrangeu os exercícios sociais encerrados no período de 31.12.2006 e 31.12.2011, efetivada por meio de procedimentos e testes previstos nas normas profissionais de auditoria, não foram identificados pela equipe de auditoria atos envolvendo a participação do ex-presidente da república, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, na gestão da Petrobras que pudessem ser qualificados como representativos de corrupção ou configurar ato ilícito”, disse a KPMG.

Outra auditora, a PricewaterhouseCoopers analisou o período entre 2012 e 2016. E também afirma não ter encontrado atos de corrupção de Lula.

Colaboração: Eliel Rêgo

29 de maio de 2017

Conheça a história da idosa que foi agredida pelo filho em São Luís-MA

Todo idoso tem uma história, conheça um pouco de quem é a idosa agredida pelo filho em São Luís-MA.

Muitos talvez compartilharam sem saber a história daquela mãe, que sem dúvidas, é exemplo um bom exemplo de mulher para todos. Por trás de um idoso há sempre um legado, lutas e vitórias.

A professora Joseth Coutinho Martins de Freitas, sócia honorário do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão(IHGM) e Ex-vice-presidente, tendo sua vida exposta diante das lamentáveis e terríveis agressões que sofreu por parte do senhor Roberto Elísio Coutinho, seu filho, divulgadas recentemente nas redes sociais que gerou enorme comoção e indignação de todos.

Joseth de Freitas é professora aposentada pela UFMA, professora aposentada da Rede Estadual do Maranhão, membro do Conselho Estadual de Educação, sócia do Rotary Clube, amiga da Marinha, além de demais entidades culturais e educacionais, sendo portadora de inúmeras condecorações por seus serviços em prol da educação e cultura maranhense.

Então este é um pouco de quem é a idosa agredida pelo filho, um exemplo uma guerreira que condecorada com varias homenagens, não poderia deixar de ser socorrida e dado ao seu filho a punição merecida.